sábado, 11 de abril de 2015

Um pouco mais sobre a profecia

“Aquele com o poder de vencer o Lorde das Trevas se aproxima... nascido dos que o desafiaram três vezes, nascido ao terminar o sétimo mês... e o Lorde das Trevas o marcará como seu igual, mas ele terá um poder que o Lorde das Trevas desconhece... e um dos dois deverá morrer na mão do outro pois nenhum poderá viver enquanto o outro sobreviver... aquele com o poder de vencer o Lorde das trevas nascerá quando o sétimo mês terminar...”
           
Apesar da profecia não ser o foco da história, podemos dizer que ela foi a chave para que tudo acontecesse, mas alguns pontos não ficam claros nos filmes, como por exemplo, ela pode ser sobre o próprio Harry Potter ou sobre Neville Longbottom, porque ambos nasceram no final do sétimo mês e os pais de ambos haviam confrontado Voldemort por três vezes.

Quando Sibila Trelawney fez a profecia, Snape encarregou-se de conta-la ao Voldemort. Quando ele soube, escolheu Harry como seu igual (pelo fato deles serem mestiços) e iniciou sua caçada. Mas, o que ele não sabia é que esse garoto possuiria um poder capaz de derrota-lo e que um não poderia viver enquanto o outro sobrevivesse.

O fato de Harry ter sobrevivido ao ataque do Lorde das Trevas também está relacionado a profecia, “ele terá um poder que o Lorde das Trevas desconhece...”, no caso, o amor de Lílian, que funcionou como escudo; além é claro do menino ser a Horcrux que Voldemort nunca pretendeu criar, matando uma parte de sua própria alma ao atacar Harry.

Mesmo a profecia não sendo para Neville, podemos considerar que ele também foi predestinado a lutar bravamente contra Aquele-Que-Não-Deve-Ser-Nomeado, pois em As Relíquias da Morte é ele quem lidera a resistência dos alunos, tornando-se um verdadeiro defensor de Hogwarts e é por esse motivo que o Chapéu Seletor dá a ele a espada de Gryffindor, possibilitando que ele mate Nagini, sendo um ponto chave para derrotar Voldemort. Portanto, ele não é apenas um garoto de sorte, como fica parecendo no filme.

------------------------------------------------
As opiniões expressas nesse texto são de Flavia Kurotori

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Recentes

recentposts

Leia também!

randomposts