12.7.15

Harry Potter And The Cursed Child: um drama? uma nova perspectiva?















Muito tem sido especulado desde o anúncio da J.K. Rowling sobre a peça Harry Potter And The Cursed Child. Rumores envolvendo, principalmente, o enredo foram criados e a autora não facilitou a vida de nós, os curiosos fãs de plantão. Tudo o que ela afirma é que não será um prequel (obra artística que contém elementos passados no mesmo universo ficcional, ou universo paralelo, segundo o contexto de uma narrativa prévia completa, desde que esses elementos ocorram anteriormente aos narrados no primeiro trabalho).

Já John Tiffany (diretor da peça), disse, em uma entrevista para revista Daily Record, "a história era sobre um garoto jovem tentando lidar com a morte de seus pais", quebrando a expectativa de ser retratada a infância de Harry. Ele também declarou que "ficaria muito surpreso se alguém do elenco original fosse aparecer porque a última coisa que eles gostariam de fazer é voltar a algo que eles fizeram dez anos atrás", portanto não podemos esperar que alguém do elenco original dos filmes apareça na peça.

Assim sendo, podemos esperar que a peça tenha uma clímax mais dramático e pesado em relação aos livros e filmes. Seria interessante mostrar ao público o quão difícil pode ser superar a morte de algum parente ou, no caso, dos pais que você sequer chegou a ter uma longa convivência. Além disso, pode ser mais explorada a questão da convivência entre Harry e os Dursleys.

Porém, assumindo que não será um prequel, esse enredo iria se encontrar com o dos livros? Talvez, mas poderia ser retratado com uma nova perspectiva que não a de Harry. Por exemplo, poderia ser apresentado na visão de um dos Dursleys, preferencialmente na de Petúnia que, apesar de tratar Harry com indiferença, deixou-o viver com sua família para que ele ficasse protegido.

Outro aspecto a ser considerado é o nome da peça: Harry Potter And The Cursed Child (ou Harry Potter e a Criança Amaldiçoada, em tradução livre). O "and" ("e") pode tanto indicar um segundo personagem, no caso, a criança amaldiçoada ou também pode indicar que a "criança amaldiçoada" seria o próprio Harry. Nesse caso, a "maldição" poderia representar a perda dos pais e a convivência conturbada com os tios.

Considerando o caso de um segundo personagem, Neville Longbottom seria um forte candidato a ser retratado pois, como sabemos, seus pais foram torturados com a maldição Cruciatus até serem levados a loucura, fazendo com que ele fosse criado por sua avó. Portanto, ele também poderia ter sido considerado uma "criança amaldiçoada". Ainda nessa vertente, o enredo poderia basear-se na visão do menino sobre toda a história.

Infelizmente, essas são meras especulações da mente fértil de uma fã. Sem mais dicas de J.K. ou de uma das pessoas envolvidas com o desenvolvimento da peça, é complicado termos certeza sobre qual será o enredo final. Atores já estão sendo escolhidos e a promessa é que estreará em 2016, dessa forma, nos resta a espera e a esperança de que ela cegue ao nosso país.

--------------------------------------------
As opiniões expressas nesse texto são de Flavia Kurotori

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Recentes

recentposts

Leia também!

randomposts