27.1.16

Pottermore libera dados sobre o resultado das vendas do último trimestre


Após um relatório sobre como as mudanças no modelo de negócios do site estavam sendo extremamente bem-sucedidas, o Pottermore liberou mais alguns dados interessantes sobre o quanto o site melhorou nos lucros após sua nova estratégia comercial.

Os últimos três meses de 2015 alcançaram um recorde de vendas, isso porque após mudar o design do site, o Pottermore partiu para uma estratégia mais aberta de negócios - permitindo que outros sites além da plataforma vendessem ebooks e audiobooks. As vendas aumentaram mais de 100% nos últimos 3 meses de 2015 comparado com o trimestre anterior. Segundo o The Telegraph, o site teria faturado cerca de £4,5 milhões nesse período.

Após essas mudanças, os ebooks da série alcançaram sites como Amazon, Apple, Barnes & Noble, Google, Kobo, Blackwell's, WHSmith, Sainbury's, Bol, Easons, Indigo, Feltrinelli and Mondadori, Fnac, Tolino e muitos outros. Além dos audiobooks, que são vendidos pela Audible, Amazon, Apple e Barnes & Noble.

Susan L. Jurevics, CEO do site, disse: "Esse é um novo capítulo animador para o Pottermore. Nós estamos emocionados com o sucesso que temos tido nos últimos meses, nos quais embarcamos em uma nova estratégia, levando os amados personagens de J.K. Rowling para uma audiência internacional maior."

Um destaque de venda foram as "Enhanced Editions" dos livros, vendidas pela Apple desde 8 de outubro. Todos os títulos da série foram bestsellers na plataforma. Os audiobooks também, desde que foram lançados na Audible estiveram na maioria das listas de mais vendidos da semana. Lembrando que o audiobook de A Pedra Filosofal inclusive ganhou o prêmio de melhor do ano.

Após três meses desde o lançamento da estratégia mais aberta de comércio, o site conseguiu vender mais ebooks e audiobooks do que nos 12 meses anteriores combinados! O Pottermore ainda prevê que terá um recorde anual na venda dos ebooks de Harry Potter até o fim do ano fiscal do site, que termina dia 31 de março de 2016.

Ainda, Jurevics previu que esse quarto trimestre de 2015 iria sustentar a performance financeira do Pottermore, e ainda comentou que várias iniciativas comerciais devem ser lançadas no primeiro semestre de 2016, enquanto a companhia continua a investir em crescimento a longo prazo.

Esse sucesso era extremamente necessário para o Pottermore, que segundo dados do The Telegraph chegou ter uma queda no faturamento de 24 milhões de libras (£31 milhões para 7) em 2014, quando a Sony pagou royalties adiantados para atender a um mínimo garantido no fim de seu acordo com o Pottermore. A companhia então teria oscilado de um lucro (antes de pagar os impostos) de £14.9 milhões para um prejuízo de £6 milhões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Recentes

recentposts

Leia também!

randomposts