24.3.16

A curiosa história da família Malfoy

A família Malfoy é conhecida, historicamente, por sua arrogância e prepotência. Mas para manterem-se no poder, seus membros tiveram que ir, por muitas vezes, contra sua própria ideologia, passando por cima daqueles que acreditavam ser seus colegas. Saiba mais sobre os Malfoy na nossa tradução exclusiva do texto publicado originalmente no Pottermore.

LANÇAMENTO DE HARRY POTTER AND THE CURSED CHILD NO RJ: SAIBA MAIS

_________________________________________________________________________

A Família Malfoy

Por J.K. Rowling


O nome "Malfoy" vêm do francês e significa "má fé". Como muitos dos progenitores de famílias inglesas nobres, o bruxo Armando Malfoy chegou à Grã-Bretanha com William, o Conquistador, sendo parte do exército de invasão dos Normans. Tendo prestado serviços desconhecidos, obscuros e - quase certamente -mágicos ao Rei William I, Malfoy recebeu como recompensa uma porção privilegiada de terra em uma ilha em Wiltshire, tomada do proprietário local e na qual os descendentes haviam vivido por dez séculos consecutivos.

Armando, um ancestral astuto da família, percebeu muitas qualidades que distinguem-na até os dias atuais. Os Malfoy sempre tiveram a reputação, sugerida por seu próprio sobrenome, de serem ricos, por vezes traiçoeiros e de atrairem o poder, onde quer que fossem encontrados. Apesar de sua ideologia de "puro-sangue" e sua crença indubitável na superioridade dos bruxos em relação aos trouxas, os Malfoy não mediam esforços em tratar a comunidade não-mágica com simpatia quando lhes convia. Como consequência, eles se tornaram uma das famílias mais ricas da Grã-Bretanha e, por muitos anos, ouviram-se rumores - embora nunca comprovados - de que, ao longo dos séculos, eles demonstraram interesse pela moeda e por bens trouxas. Por muitos anos, eles conseguiram expandir seu território em Wiltshire, anexando os territórios dos vizinhos trouxas ao seu. Ao plano, que fora executado com magnificência, eles ainda conseguiram acrescentar tesouros e obras de arte trouxas, formando uma coleção que se expandia rapidamente.

Historicamente, os Malfoy faziam uma distinção clara entre trouxas pobres e aqueles dotados de riqueza e autoridade. Até a imposição do Estatuto de Sigilo, em 1692, a família era ativa em grupos de trouxas de classe alta e é dito que sua oposição fervente à imposição do Estatuto devia-se, em parte, ao fato de que eles teriam que se afastar dessa esfera agradável da sociedade. Embora tenha sido negado por gerações subsequentes, há amplas evidências que sugerem que o primeiro Lúcio Malfoy era um aspirante (não muito bem sucedido) à obter a mão de Elizabeth I e alguns historiadores bruxos alegam que a oposição subsequente da rainha ao casamento devia-se a um feitiço que Malfoy fizera-lhe.

LANÇAMENTO DE HARRY POTTER AND THE CURSED CHILD NO RJ: SAIBA MAIS

Com esse nível saudável de auto-preservação que caracterizou muitas de suas ações ao longo dos séculos - uma vez que o Estatuto do Sigilo estava em vigor e proibia o contato dos Malfoy com trouxas, por mais ricos e importante que fossem - eles foram, aos poucos, se conformando e aceitando que se opor e protestar apenas os distanciariam do novo centro do poder: o recém-criado Ministério da Magia. Eles começaram, então, a mudar seu posicionamento, apoiando o Estatuto como se tivessem o feito desde o início, insistindo em negar que eles já haviam falado (ou casado-se) com trouxas.

A riqueza substancial ao seu dispor, garantiu-lhes uma influência considerável no Ministério nas próximas gerações, embora nenhum Malfoy tenha se candidatado ao cargo de Ministro da Magia. É dito à respeito dessa família que você jamais encontrará um deles na cena do crime, mas suas digitais podem estar por toda a arma. Uma família abastada, que não precisava trabalhar para viver, eles preferiam manter-se no poder por trás do trono, felizes por haver outras pessoas que fizessem o "trabalho pesado" e tomassem a responsabilidade por eventuais falhas. Eles ajudaram a financiar muito de seus candidatos favoritos nas campanhas políticas o que - alega-se que - incluiu pagar por trabalhos sujos, como amaldiçoar a oposição.

O desprezo dos Malfoy pelos trouxas que não podiam oferecer-lhes jóias ou influência e para com a maioria de seus colegas bruxos, conduziu-os naturalmente à doutrina de sangue-puro, que parecia ser, por muitos anos do século XX, sua fonte inesgotável de poder ilimitado. Da imposição do Estatuto do Sigilo em diante, nenhum Malfoy casara-se com um trouxa ou um nascido-trouxa. A família, que havia evitado a prática - aparentemente perigosa - do casamento entre trouxas e bruxos, acabou formando um grupo pequeno de puros-sangue, o que tornou-os instáveis e debilitados, ao contrário de uma minoria de família fanáticas como os Gaunts e os Lestrange e, eventualmente, um bruxo mestiço aparecia na árvore genealógica dos Malfoy.

Indivíduos notáveis da família Malfoy, incluem: Nicholas Malfoy (séc. XIV) que, de acordo com a história, é conhecido por ter despachado muitos inquilinos trouxas sob o disfarce de Peste Negra, embora tenha escapado da censura do Conselho Bruxo; Septimus Malfoy, que tinha grande influência no Ministério no século XVIII e era conhecido por ter o Ministro da Magia Unctuous Orbert como seu fantoche; e Abraxas Malfoy, que era parte do grupo sombrio de pessoas que levaram o primeiro ministro trouxa, Nobby Leach, a deixar seu posto prematuramente, em 1968 (nada fora comprovado contra Abraxas).

O filho de Abraxas, Lúcio, fora agraciado como um dos Comensais da Morte de Lord Voldemort, mas escapou com sucesso da prisão após as tentativas de golpe de Voldemort. Na primeira ocasião, ele alegou estar agindo sob ação da maldição Império (e muitos dizem que ele tinha vantagens nos julgamentos do Ministério); na segunda, ele forneceu evidências contra seus colegas comensais e teve papel fundamental na captura de muitos seguidores de Lord Voldemort que haviam fugido.

4 comentários:

  1. Finalmente um histórico mais detalhado da família Malfoy.
    Valeu por traduzir.

    Esse texto estava no Pottermore a muito tempo?
    Nunca o tinha encontrado. E olha que procurei bastante.

    ResponderExcluir

Recentes

recentposts

Leia também!

randomposts