quarta-feira, 6 de julho de 2016

Tudo o que você não sabia sobre a ofidioglossia


A ofidioglossia, a conhecida língua das cobras, é o tema de mais um texto do Pottermore que traduzimos para vocês! Aprenda e descubra tudo o que você não sabia sobre a ofidioglossia!

_______________________________________________________

Harry ligeiramente ressentia-se em ser um Ofidioglota, já que isto era uma constante lembrança da parte de Voldemort que habitava dentro dele.

Mas existe muito mais coisa sobre ofidioglossia do que você possa imaginar. Aqui estão algumas coisas que você pode ou não saber sobre a língua das cobras...

É uma habilidade rara

Conhecer a língua das cobras não é o mesmo que aprender espanhol. Primeiramente, você não aprende tanto quanto já sabe de modo inato esta língua. Ofidioglossia é incrivelmente rara, como foi dito a Harry incontáveis vezes. O único lugar onde isto não era raro, tratava-se da linhagem do próprio Salazar Slytherin - e como tal, era hereditário.

'E daí?' disse Harry.  'Aposto que um monte de gente aqui pode fazer isso.'
'Ah, não. De jeito nenhum.' disse Rony. 'Isto não é um dom muito comum. Harry, isso não é legal.
Harry Potter e a Câmara Secreta
Ofidioglossia tem uma má reputação

E graças a esta conexão com Slytherin, ninguém era fã de Ofidioglossia. A reputação de Harry é severamente manchada quando sua habilidade se torna conhecida para Hogwarts em "A Câmara Secreta", na medida em que eles acham que Harry abriu a Câmara.

 Em "A Ordem da Fênix", um furo jornalístico da Rita Skeeter (quem mais?) conta ao mundo todo que Harry é um Ofidioglota, conduzindo Cornelius Fudge, Ministro da Magia daquela época, para desconfiar mais ainda de Harry após o retorno de Voldemort. E como Rony resume de modo bem eficiente quando Harry usa Ofidioglossia pela primeira vez, isto soa um pouco "assustador".


Você pode imitá-la

Harry foi deixado perplexo quando Rony e Hermione conseguiram arrombar a Câmara Secreta durante As Relíquias da Morte. Por quê? Porque você precisa saber falar Ofidioglossia para abri-la.

Como Rony demonstrou, contudo, algumas vezes uma forte imitação dela é suficiente para uma cobra entender - tipo quando você está de férias e você grita algumas frases soltas que você aprendeu num livro, em sotaque francês.

Algumas vezes é difícil falar esta língua

Pelo menos no caso de Harry, ele descobriu que podia falar Ofidioglossia quando ele esteve frente a frente com uma cobra, ou mesmo quando em frente a uma imagem de uma cobra. Contudo, Harry podia entendê-las sempre, o que causou uma grande confusão quando não parecia haver nenhuma cobra ao redor... como a pobre Batilda Bagshot em As Relíquias da Morte, quando Nagini usou o corpo dela como seu. Arrepiante.



Você não precisa falar com cobras através disso

Durante uma viagem pela Penseira para aprender sobre a família de Voldemort, os Gaunts, Harry testemunha a família conversando entre si em Ofidioglossia. O jovem Morfino Gaunt, que era o tio de Voldemort, parecia particularmente à vontade com isso, e pelo que Harry viu, parecia preferi-la ao invés de Inglês.

Vendo que os Gaunt eram tão dedicados à sua linhagem de sangue-puro, faz sentido que eles isolassem os outros tanto quanto possível ao usar sua própria língua.

‘Silva, silva, serpentinha,
Serpeia pelo piso
Seja sempre boazinha com Morfino
Ou ele prenderá você na porta'
Harry Potter e o Enigma do Príncipe
Professor Dumbledore entendia Ofidioglossia

Como J.K. Rowling revelou, Albus Dumbledore dominava Ofidioglossia também - embora ele não soubesse falá-la em voz alta. Não temos certeza do motivo que levou-o a estudar esta língua, mas talvez o diretor de Hogwarts desejasse uma maior compreensão sobre Voldemort.

Nem todas as cobras são horríveis

Antes mesmo de Harry saber o que era Ofidioglossia - antes mesmo dele saber o que era magia - ou melhor, ele encontrou uma jibóia tagarela numa visita ao zoologico com os Dursleys. Esteja certo disso, Harry foi convidado ao passeio por acidente.

Depois de um breve papo sobre o Brasil, a magia acidental de Harry liberou a cobra de seus limites de vidro. 'Obrigado, amigo', ele disse ao deslizar para longe; muito mais educado do que cobras como Nagini e o Basilisco.

Harry não é mais apto a falar esta língua

Harry sendo uma horcrux acidental significou que ele estava ligado a Voldemort de tantas maneiras, assim como Voldemort estava ligado a serpentes. Não apenas Harry podia falar a língua das cobras, mas podia ver através dos olhos de Nagini, outra horcrux de Voldemort, como acabou se tornando.

Uma vez que parte da alma de Voldemort que habitava dentro de Harry foi destruída, contudo, Harry descobriu que não era mais um Ofidioglota; mais um bônus adicional pela morte de Voldemort.

Tradução: Clarissa Magalhães



Um comentário:

Recentes

recentposts

Leia também!

randomposts