5.1.17

Livros recomendados para a sua casa de Hogwarts


Nós do Profeta fizemos uma lista com os livros especiais para a sua casa de Hogwarts, caso você fique entediado nesse começo de ano, é só ir atrás dos títulos que vamos indicar aqui!

Alguns dos títulos indicados nesse post não tem tradução em Português, então tais estarão acompanhados de um asterisco "*".

GRIFINÓRIA

As características próprias dos estudantes selecionados para esta Casa são companherismo e coragem. Atores, cantores e atletas muitas vezes são classificados nesta casa. Então, aqui vão alguns livros que recomendamos para os Grifinos.

"Quem sabe sua morada é a Grifinória,
casa onde habitam os corações indômitos.
Ousadia e sangue frio e nobreza
destacam os alunos da Grifinória dos demais."


Yes Please de Amy Poehler
Yes Please*, de Amy Poehler, é uma auto-biografia da atriz, comediante e produtora norte-americana. Amy foi uma das fundadoras do grupo de teatro Upright Citizens Brigade. Continuando ainda falando das mulheres, temos também o livro Americanah*, de Chimamanda Adichie, e Oreo*, de Fran Ross, ambas histórias de aventuras, identidade e força. 

Leia também Leia Livre - A Jornada de uma Mulher em Busca do Recomeço, de Cheryl Strayed, se preferir não fictício. Strayed fala de sua jornada de 1770 quilômetros pela Pacific Crest Trail e descoberta de seus pontos fortes durante o percurso. 

Tem Também O Oceano no Fim do Caminho, de Neil Gaiman e A Guardiã da Minha Irmã, de Jodi Picoult para histórias sobre sacrifício pessoal. E também O Circo da Noite, de Erin Morgenstern, para uma história de coragem e bravura.


CORVINAL

Membros dessa casa são caracterizados por sua perspicácia, inteligência, criatividade e sabedoria. Então, aqui vão alguns livros que recomendamos para os Corvinos.

"Ou será a velha e sábia Corvinal, 
A casa dos que tem a mente sempre alerta, 
Onde os homens de grande espírito e saber 
Sempre encontrarão companheiros seus iguais."

Dark Matter de Black Crouch
Vamos começar os títulos indicados paras os Corvinos com Belas Maldições, de Neal Gaiman e Terry Pratchett, e Jonathan Strange and Mr Norrell*, de Susanna Clarke, porque ambos apresentam engenhosidade e magia brutais. A Wrinkle in Time*, de Madeleine L’Engle, porque que Corvino não gostaria de ser amigo de Meg e Charles Wallace? L’Engle adora os inteligentes.

Reparação, pela forma como Ian McEwan faz seu cérebro girar, e por Briony Tallis, uma precoce e inteligentíssima escritora, que protagoniza a obra. Dark Matter*, de Blake Crouch, porque, você sabe, matéria negra. Mas, de verdade, o romance de Crouch é sobre as armadilhas de se ter uma mente da Corvinal; uma ficção científica de leitura extremamente rápida, sobre geniosidade e ambição versus sonhos e felicidade.

The Phantom Tollbooth*, de Norton Juster, para aqueles que adoram trocadilhos e jogos de palavras.

Alice no País das Maravilhas de Lewis Garroll


Alice no País das Maravilhas, porque o monólogo interno de Alice é como imaginamos que Luna Lovegood soaria, e por causa do Chapeleiro Maluco e seu famoso enigma “Why is a raven like a writing desk” - em tradução livre, “Por que um corvo é como uma escrivaninha”. Falando em enigmas, Corvinos devem ler O Nome da Rosa, de Umberto Eco, por seus enigmas que mexem com o cérebro.

Aristotle and Dante Discover the Secrets of the Universe*, de Benjamin Alire Sáenz, pelo amor mútuo de Ari e Dante por literatura e discussões intelectuais, e pelo relacionamento forjado em conexões pessoais e em memórias de livros.





LUFA-LUFA

Os alunos dessa Casa valorizam o trabalho duro, a paciência, a lealdade e o jogo limpo em vez de aptidão em seus membros. Então, aqui vão alguns livros que recomendamos para os Lufanos.

"Quem sabe é na Lufa-Lufa que você vai morar,
onde seus moradores são justos e leais
pacientes, sinceros, sem medo da dor."

As Vantagens de Ser Invisível

Fangirl*, de Rainbow Rowell, e As Vantagens de Ser Invisível, de Stephen Chbosky, pois ambas essas histórias sobre adolescentes que se deparam com momentos de clareza ao buscarem seu lugar na vida irão encantar qualquer aluno da Lufa-Lufa. Is Everyone Hanging Out Without Me*, por causa do relato auto-revelador da tímida infância de Mindy Kaling, observações inquietantes e as ideias de amizade. 

Rebecca*, de Daphne du Maurier, pela inesperada e subestimada força e paciência do protagonista anônimo. Estação Onze, de Emily St. John Mandel, pois a falta de um protagonista definido revela uma certa esperança e um fio de resiliência na humanidade, e irão direto para a ala da Lufa-Lufa. O Caçador de Pipas, de Khaled Hosseini, pois a história de lealdade entre Hasan e Amir é um soco no estômago que irá deixá-lo atônito. 

Tigerman de Nick Harkaway

Tigerman*, de Nick Harkaway, por seu destaque da lealdade e da decência como virtudes. O personagem principal, Lester, não é, necessariamente, o herói mais inteligente ou mais forte, mas seu senso de certo e errado, mesmo quando o que está certo é perigoso, é inequívoco por aqueles que são importante para ele. O Segredo da Plataforma 13, de Eva Ibbotson, também é parecido: o protagonista é prestativo e generoso em um romance sobre inclusão e amizade.

O Amor nos Tempos de Cólera, de Gabriel García Marquez, pois o romance segue um ritmo lento, revelando seu curso apenas ao leitor paciente a apaixonado. O Noivo da Princesa*, que pode não ser tido como revolucionário ou radical, mas é um velho favorito que combina romance de contos de fadas com lealdade.




SONSERINA

Esta Casa é o lar dos estudantes mais espertos, engenhosos e ambiciosos de Hogwarts. Então, aqui vão alguns livros que recomendamos para os alunos dela.

"Homens de astúcia que usam quaisquer meios
Para atingir os fins que antes colimaram.
E Slytherin, mais sedento de poder,
Amava aqueles de grande ambição."



Three Dark Crowns 
A Trilogia Bartimaeus, de Jonathan Stroud, por sua magia bela e negra. A série é sobre Nathaniel, um jovem e talentoso feiticeiro, e sua ambição, que passa dos limites, num verdadeiro espírito Malfoy. Three Dark Crowns*, de Kendara Blake, pela magia com mais bruxarias e, todavia, mais sombria. 

The Calcutta Chromosome*, de Amitav Ghosh, pela misteriosa história de suspense, com personagens sorrateiros, que vão se revelando em camadas, e lidam com silêncio, conhecimento proibido e misticismo.

O Poderoso Chefão, de Mario Puzo, pela fome de poder das personagens, suas ambições, e as vinganças. Quero dizer… “A vingança é um prato que se come frio.”

Fingersmith

Fingersmith*, de Sara Walters, um romance policial histórico com direito a entrelaçamentos, lealdades trocadas e vários esquemas.

O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares, de Ransom Riggs, pelos prédios abandonados, o desconforto, e pelo jeito astuto de Jacob Portman, o líder, que vai desvendando o mistério. The Game of Kings*, Dorothy Dunnett, por causa do protagonista com a moral questionável, SIM.








Para saber mais, fique ligado aqui n'O Profeta Diário e nos siga no TwitterFacebook, Instagram Youtube

Fonte: BOOKRIOT.
Tradução: Henrique Scheffer e Amelina Aquino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Recentes

recentposts

Leia também!

randomposts