sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Desabafos de uma potterhead














Como informamos desde o início da oficialização do evento, acontece no final do mês mais uma edição do A Celebration of Harry Potter, no parque em Orlando.

Mariana Saiter, que gentilmente foi nossa correspondente ano passado e será este ano novamente, notou várias mudanças na organização do A Celebration - contudo, mudanças negativas.

Leia e reflita clicando em Mais informações.

''Desabafos de uma potterhead

Quando grandes grupos irão parar de se preocupar um pouco com o dinheiro e dar atenção ao que os fãs merecem? Essa é a pergunta feita por muitos que receberam o email com o schedule do Celebration of Harry Potter, que acontecerá na universal do dia 30 de janeiro até 1º de fevereiro.

Me chamo Mariana, tenho 16 anos e tive a oportunidade de ir no COHP no ano de 2014 e estou indo na edição deste ano também. Aos que procuraram saber um pouco do evento no ano passado, souberam que houve diversas criticas devido a organização do evento, para quem não sabe, deixe-me explicar: No ano de 2011, mesmo ano que foi lançado o oitavo filme da série Harry Potter aconteceu a primeira edição do Celebration of HP na Universal Studios, em Orlando. Como já é de se imaginar, para divulgar o filme, mais de 10 atores compareceram, incluindo um do trio, Rupert Grint. Tenho uma amiga americana que foi no evento e é impossível falar algo sem ser algum elogio. O evento contou com tapete vermelho, onde todos os atores deram autógrafos e tiraram fotos com os que pagaram o pacote. Pessoas pagaram pelo crachá vip e tiveram acesso a tudo no evento, com filas exclusivas e etc., nada mais justo já que foi desembolsado grande quantia para ter o tal pacote.


Em 2014, evento no qual eu compareci pessoalmente, para uma brasileira foi maravilhoso, porém como só tinha algo em torno de 2-3 brasileiros, choveu criticas de americanos (que já estão acostumados em conhecer atores) em cima da Universal. Em comparação à primeira edição, além da redução de 13 atores para 6, não houve contato com os atores, tirando o q&a, uma sessão de perguntas e respostas onde, se conseguisse receber o microfone, você poderia fazer uma pergunta aos atores que estavam no palco. O evento à noite não contou com o tapete vermelho onde os atores deveriam passar e nem com autógrafos dos mesmos, a não ser que, como eu e alguns outros, no último dia corremos para a beira do palco e conseguimos pegar todos os autógrafos, porém era uma questão de tempo, logo depois de uns 5-10 minutos o pessoal encarregado tirou eles de lá. Muitos ficaram insatisfeitos já que pagaram uma nota para comparecer.


Quando foi anunciado uma 3ª edição do Celebration no ano de 2015, logo pensei que iriam fazer para melhorar a reputação deixada pelo evento passado, já que o evento não é para ser anual. Tive de novo a grande oportunidade de ir ao Celebration of HP 2015. Quando li o anúncio, vi que teria algo diferente, uma sessão de autógrafos com os atores e óbvio que me animei. Anunciaram um número um pouco menor de atores do que o do ano passado. 5 atores, sendo eles Evanna Lynch, James e Oliver Phelps, Robbie Coltrane e Michael Gambon , sendo os dois últimos inéditos em todas as edições do evento. A poucos dias, chegou o e-mail com o schedule, mostrando todas as atividades e me impressionei. Tudo parecia normal até ler sobre a sessão de autógrafos, onde ocorreriam 3 sessões por dia e NÃO teriam todos os atores em uma sessão só, cada uma contaria com um número de atores, imagino eu que seria na proporção 2-2-1 e devido a isso, serão todas na mesma hora. Cada pessoa só teria direito a uma sessão ao dia, e segundo o e-mail, irão acontecer 6 sessões, 3 no dia 31 e 3 no dia 1. Até aí, não era o que eu esperava, mas a gente se conforma. 

Continuei a ler e vi que eles não poderiam garantir que conseguiríamos o passe para alguma sessão, já que é limitado e os primeiros a chegar é que ganham. Além de que a distribuição começará as 7:30am, imaginando que depois de gastar o valor do pacote, vou ter que acordar 2 dias me preocupando se vou conseguir chegar na hora de ainda conseguir algum passe. No evento de 2011 houve o mesmo esquema de autógrafos dividido em sessões, mas a pessoa com crachá NÃO precisava pegar passe nenhum e poderia ir em várias por dia, com diferentes atores em cada (já se nota uma diferença bem grande). 

Opa, espera lá... Eles não tinham colocado a sessão de autógrafos no anúncio inicial? Agora eles não podem garantir que eu ganhe o passe? Bom, continuando, já notei algo diferente dos últimos eventos. Serão 2 eventos à noite, um no dia 30 e outro no dia 31. Cada pessoa que adquiriu o pacote terá que fazer a reserva e só poderá escolher um dia apenas. Quando vi isso, pensei na mesma hora o que eu vinha imaginando: eles com certeza triplicaram o número de pacotes, por isso estão limitando todos os acessos que muitos, assim como eu, teriam (como ocorreu nos outros anos). E para terminar o e-mail com chave de ouro, li sobre as sessões de q&a, ou seja, peguntas e respostas com os atores. Ano passado ocorreram pelo menos 4 sessões, com 2 filas separadas: pessoas do parque e pessoas com crachá que pagaram o pacote. Obviamente a fila vip era menor e todos entravam no local, já a fila de pessoas no parque liberavam 10-15 pessoas para entrar. Nesse ano serão apenas 2 sessões (no ano passado durou em torno de 60 minutos, esse ano uma ira durará 60 min. e a outra 45 min.) em 2 dias, dia 31 e dia 1. De novo, neste ponto eu já não entendi muito bem, a pessoa irá ter que chegar cedo para conseguir entrar, não será garantida a entrada de todos que possuíram pacotes. Ao meu visto, teremos que escolher apenas um dia também. 

Terminando de ler o e-mail, senti uma indignação profunda. Poxa, como assim eles estão limitando acessos desde 2011 aos que pagaram o ingresso? (Que por sinal, aumentou absurdos ao longo dos anos). No ano passado já era uma imensidão de gente (sem contar as pessoas do parque), imagina este ano? Que, com toda certeza, eles aumentaram no minimo 3 vezes a quantidade de pacotes? Além desse número triplicado, ainda tem as pessoas que estão na Universal. 

Por um momento eu pensei que eles estavam tentando dar mais oportunidades a mais pessoas, mas depois parei para pensar em como o parque já estava extremamente cheio no ano passado e comecei a achar que o que eles querem é tirar mais e mais dinheiro da gente. Antes que você falem "ah, ela é ingrata, ta indo e ainda reclama", muito pelo contrário. Eu agradeço aos meus pais todos os dias por essa chance, isso não acontece toda hora e sei que poucos podem ir. A questão é, centenas de pessoas compram achando que será uma experiência sem igual, a melhor da vida, e chegando lá, não é bem assim. Estou muito animada para ir, mas antes de ler o e-mail, estava bem mais. Muitos vão discordar, mas esse é meu ponto de vista. 

Por mais que isso possa significar uma organização melhor, sem muita gente em cada atividade do Celebration em si, acaba se tirando a vontade de muitos fãs que pagaram e deveriam ter livre acesso a tudo, podendo até para alguns, não aproveitarem quase nada. Fiz cobertura do Celebration para O Profeta Diário no ano passado e farei de novo esse ano. Quando chegar a hora, saberemos no que vai dar isso tudo e se, em algum momento, eu julguei mal a organização do evento.

Ps: Achei o schedule desse ano montado e vou comparar com o meu do ano passado. Nota-se que o contato com os atores foi MUITO reduzido, as atividades para crianças são apenas para menores de 12 anos e a tal "House Photo Meet-up" nada mais será do que os fãs de cada casa juntos e imagino que envolva alguma foto. Todos os eventos que envolvem o coreógrafo Paul Harris, Kazu Kibuishi e MinaLima já ocorreram no ano passado.''

Imagens referidas (o primeiro é o da edição de 2014):



Recentes

recentposts

Leia também!

randomposts