[slider][carousel][6]

21.10.17

J.K. Rowling visita o novo elenco de "Cursed Child"

21.10.17
No início da semana, J.K. Rowling visitou o novo elenco londrino de Cursed Child. E de acordo com as reações dos atores, esta foi a primeira vez que a equipe do segundo ano da montagem encontrou a autora de Harry Potter. Aqui podemos ver uma foto tirada no Teatro Palace com Rowling, o diretor John Tiffany, a produtora Sonia Friedman, e o elenco inteiro:
Tweet: J.K. Rowling e o elenco de Cursed Child do West Wend, no Teatro Palace, em Londres, essa semana.

Tweet: Essa foi aproximadamente a 12ª vez que vi a peça do início ao fim e foi MARAVILHOSO.

Muitos dos atores, incluindo Rakie Ayola (Hermione Granger), Tom Aldridge (Ron Weasley) e James Howard (Draco Malfoy) expressaram seu prazer e seu entusiasmo com a visita de Rowling e por conhecê-la.


Tweet: Foi adorável J.K. Rowling ter vindo nos visitar essa semana.


Tweet: Muito obrigado por vir nos ver, J.K. Rowling e obrigado pelo mundo mágico do qual temos sorte de fazer parte!

Tweet: Que dia especial! Muito obrigado por se juntar a nós e nos permitir participar de seu mundo!

Tradução: Isabel Dain.

Exibição “A History of Magic” é inaugurada em Londres

21.10.17







Contando com mais de 100 ítem relacionados a magia e Harry Potter, a exibição “A History of Magic”, na British Library, de Londres, está aberta ao público desde ontem (20), e funciona até o dia 28 de fevereiro de 2018.

A exibição é dividida em salas, todas com a temática das aulas em Hogwarts. De “Adivinhação” à “Defesa Contra as Artes das Trevas”, os visitantes poderão ir de ala em ala e aprender sobre a história da magia do mundo trouxa e bruxo. Toda a experiência é ambientado pela decoração impecável e efeitos especiais, como feitiços sendo sussurrados ao longo do caminho.


Na sala dedicada à “Poções”, os visitantes são convidados a preparar sua própria poção mágica, podendo escolher entre Poção do Amor ou da Memória, por exemplo.


Além dos artefatos diretamente do mundo mágico, como rascunhos e desenhos feitos pela própria J.K. Rowling, bolas de cristal e vassouras, existem também itens do mundo trouxa, como um gigante manuscrito do ano 1500 que ensina a fórmula da Pedra Filosofal, a lápide original de Nicolau Flamel e uma página do caderno de anotações que pertenceu a Leonardo DaVinci!

Junto à abertura da exibição, foram lançados dois novos livros do mundo mágico: “Harry Potter – A History of Magic” e  “Harry Potter – A Journey Through A History of Magic”. Você pode entender mais sobre as obras clicando aqui.

18.10.17

Heróis Esquecidos: Bichento

18.10.17

O Pottermore publicou mais um texto da série Heróis Esquecidos: uma iniciativa para resgatar personagens relegados na história. Bichento, o gato de Hermione Granger é o destaque da vez. Confira nossa tradução e saiba mais sobre esse fiel felino:

________________________________________________________________________________________________________________________________________

Heróis Esquecidos: Bichento

Poderia um gato receber a Ordem de Merlin? Se não, deveria. Aqui está nossa defesa de Bichento e porque ele merece mais elogios.


Uma combinação per-r-r-rfeita

Hermione sempre sai em defesa dos oprimidos (ou “oprimiados”, nesse caso) e é exatamente assim que ela e Bichento se conhecem. Para ela, um animal rejeitado na Animais Mágicos só por não ser bonito é completamente errado e, sendo assim, uma grade adição foi feita ao grupo de amizades de Harry.

Para Hermione, foi amor à primeira vista. Mas nem todos eram fãs do seu novo animal.

Rony se encolheu quando uma coisa enorme e laranja saiu voando do teto da gaiola mais alta e aterrissou na cabeça dele, e em seguida avançou e bufou com violência para Perebas.– NÃO BICHENTO, NÃO! – gritou a bruxa, mas Perebas escapuliu entre as suas mãos como uma barra de sabão molhado, aterrissou de pernas abertas no chão e disparou para a porta.– Perebas! – berrou Rony, correndo atrás do rato; (Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban)

Durante um tempo realmente pareceu que Bichento estava apenas cumprindo seu papel de gato querendo se banquetear de Rabicho, o rato de Rony – o que levou a muitas discussões entre Rony e Hermione. Porém, como foi descoberto mais tarde, Bichento apenas fazia isso por ter percebido, bem antes de todo mundo, que Rabicho não era exatamente o que parecia ser.
 ‘– Que foi aquilo?– Ou um gato muito grande ou um tigre muito pequeno – disse Harry. (Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban)


Um gato gênio

Devido a um pequeno mal-entendido, Bichento passou seu primeiro ano em Hogwarts sendo chutado, sentado em cima e ouvindo gritos repetidamente, tudo por parte dos alunos da Grifinória. É, esse é o agradecimento que se recebe por tentar proteger alguém de um intruso assassino.

Finalmente, Bichento encontrou um aliado no fugitivo Sirius Black, entre tantas pessoas, disfarçado como o cão Almofadinhas, e teve alguém que o compreendesse. Durante o ano o supostamente problemático gatinho acabou, na verdade, contribuindo para desmascarar Pedro Pettigrew, conseguiu as senhas para entrar na Torre da Grifinória (desculpa, Neville) e até entregou o pedido da Firebolt de Harry. Pois é, Bichento lidou até com assuntos administrativos.

- Oi – responderam Harry, Rony e Hermione em coro, e se ajoelharam no tapete diante da lareira. Bichento ronronou alto e chegou perto do fogo, tentando, apesar do calor, aproximar o focinho de Sirius.
(Harry Potter e a Ordem da Fênix)

Um grande gato

Mas como Bichento sabia que Rabicho não iria fazer nada de bom? Isso talvez tenha algo a ver com sua ascendência...

‘...o Amasso é inteligente, independente e, por vezes, agressivo, embora quando se afeiçoa a um bruxo ou bruxa ele se torne um excelente bichinho de estimação. O Amasso tem uma capacidade excepcional de detectar pessoas suspeitas ou indesejáveis, e seu dono pode confiar que o animal o levará a salvo até em casa se ele se perder.”

(Animais Fantásticos e Onde Habitam)

Soa familiar? Lembre-se que Amassos são conhecidos por acasalar com gatos domésticos. Bichento sempre sabia quando alguém não ia fazer nada de bom, mesmo que essa pessoa estivesse apenas planejando colar no dever de casa. Além disso, ele se certificou de guiar Hermione e seus amigos em segurança através da Casa dos Gritos, tanto na ida quanto na volta. Bem no estilo Amasso, com certeza.

– Ah, socorro, socorro – murmurava freneticamente Hermione, dançando no mesmo lugar –, por favor...Bichento disparou adiante dos garotos. Deslizou por entre os galhos agressores como uma cobra e colocou as patas dianteiras sobre um nó que havia no tronco. Abruptamente, como se a árvore tivesse se transformado em pedra, ela parou de se movimentar. Sequer uma folha virava ou sacudia.– Bichento! – sussurrou Hermione insegura. Ela agora apertava o braço de Harry com tanta força que provocava dor. – Como é que ele sabia...? (Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban)

Depois de impedir Harry e Hermione de serem agredidos pelo Salgueiro Lutador, Bichento defendeu Sirius Black bravamente. Quando Harry empunhou sua varinha, e se preparou para vingar a morte de seus pais, Bichento pulou no peito de Sirius e se recusou a se mexer. Se Harry teria ou não sido capaz de ir adiante nós nunca saberemos, mas Bichento o impediu bem no último minuto.

– O gato não é maluco – disse Black, rouco. Ele estendeu a mão ossuda e acariciou a cabeça peluda de Bichento.
– É o gato mais inteligente que já encontrei. (Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban)


Logo depois a verdade veio à tona e Bichento começou a guiar as tropas de volta ao castelo. Sem esse fiel felino as coisas poderiam ter acabado de forma bem diferente. Ate o Rony mudou de tom e fez as pazes com Bichento no trem de volta pra casa:

Ele mirou a ave um momento; depois, para grande surpresa de Harry e Hermione, ofereceu-a para Bichento cheirar.
– Qual é a sua avaliação? – perguntou Rony ao gato. – Isto é decididamente uma coruja?Bichento ronronou.– Para mim é o suficiente – disse Rony feliz.
(Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban)

A última vez que vimos Bichento foi n’A Toca em Relíquias da Morte, antes do trio ser forçado a uma saída apressada. Nós não sabemos onde ele foi parar depois da Batalha de Hogwarts, mas fica aqui nossa esperança de que ele tenha reencontrado Hermione e levado uma vida feliz e tr-r-r-ranquila. Bichento, você pode ser nosso herói, baby.

Tradução: Isabel Dain

14.10.17

6 personagens que provavelmente não deveriam ter feito parte da Armada de Dumbledore

14.10.17



Recentemente, o Pottermore publicou um texto sobre os personagens que provavelmente teriam ficado melhor fora d’Armada de Dumbledore. A organização secreta criada por Harry, embora tivesse membros de nobres intenções, alguns definitivamente mais serviram para atrapalhar do que ajudar. Saiba quem são:
_______________________________________________________________________________________________

A Armada de Dumbledore. As lendas, os rebeldes, os... alunos preocupados com os NOMs?

A Armada de Dumbledore foi feita com um propósito e apenas um propósito: aprender Defesa Contra as Artes das Trevas de verdade para se preparar para o retorno de Lorde Voldemort ao poder. Ah, e pra esfregar na cara da Professora Umbridge. Mas principalmente a coisa do Lorde das Trevas.

Embora muitos membros do grupo tenham se juntado aos outros para aprender tudo o que podiam com Harry para lutar contra o velho Voldy e seus Comensais da Morte, outros decidiram participar por motivos... não exatamente nobres. Esses são os membros da Armada de Dumbledore que provavelmente deveriam ter pensado duas vezes antes de escrever seus nomes em um pergaminho enfeitiçado...


Zacarias Smith
Não é nada surpreendente que Fred e Jorge tenham ameaçado usar nesse Lufano resmungão alguns dos melhores produtos da Zonko’s. Desde que ele chegou ao Cabeça de Javali para a primeira reunião do grupo, Zacarias parecia estar unicamente questionando Harry o tempo todo e deixou bem óbvio que tudo o que queria era a saber todas as fofocas quentes sobre o retorno de Voldemort. 

O que fez seu constante ceticismo ser ainda mais irritante foi que, na verdade, ninguém o convidou para estar ali. Hermione confessou que teve que dar a ele os detalhes sobre a primeira reunião porque ele entreouviu a garota falando com Ernesto Macmillan e Ana Abbot a esse respeito. Isso significa que a presença dele é basicamente aquele constrangimento clássico que acontece quando alguém se convida para algo e os outros são muito educados para dizer não...


Miguel Corner (e seu grupinho)
Miguel Corner parecia ser um cara razoável, mas não se pode negar que ele e seus amiguinhos Terencio Boot e  Antônio Goldstein, se juntaram à A.D. porque Miguel estava namorando com a Gina naquela época. Nós podemos pensar em diversos locais mais românticos para passar um tempo com sua namorada que um clube do qual fazem parte três dos irmãos mais velhos dela e no qual vão aprender feitiços para lutar contra o maior vilão do mundo mágico – mas, ei, como for melhor pra você, Mig!


Marieta Edgecombe
Ai, Marieta. Com a mãe trabalhando no Ministério ela com certeza sabia que não devia se meter em algo assim, não?

A amiga de Cho que acabou com um lindo desenho de espinhas na cara depois de trair o grupo não devia nem ter entrado na A.D., pra começar. Ela só realmente se inscreveu depois da insistência de Cho e parecia passar a maior parte de seu tempo encarando Harry. E então ela finalmente traiu o grupo denunciando-os para a Professora Umbridge (e efetivamente terminando o relacionamento de Harry e Cho, então ponto duplo pra Corvinal).


Angelina Johnson
Como disse Ernesto Macmillan, a A.D. era seriamente importante. Mais importante até que os exames dos NOMs, pessoal! Entretanto, embora precisasse aprender tanto quanto possível sobre o eminente perigo mortal que estava se aproximando, Angelina foi a primeira a se preocupar com os treinos de Quadribol.

Angelina, todos nós amamos Quadribol, mas colocar o time da escola a frente de um grupo tão importante e que pode salvar sua vida parece uma atitude um pouquinho cega. 


Dênis Creevey
Como um verdadeiro Grifinório, Denis queria aprender tudo que pudesse com Harry; bom pra ele! Ele também era um pouco deslumbrado – como seu irmão, Colin. Tudo bem também. Harry Potter era O Garoto que Sobreviveu, afinal de contas, então a gente dá um desconto pra ele. Apesar disso, o motivo pelo qual Denis não deveria ter sido um membro do clube de defesa é que, naquele momento, ele era um pequenino aluno do segundo ano.

Por mais que suas intenções fossem nobres, todas as outras pessoas do grupo estavam, no mínimo, no quarto ano, o que significa que estavam prontos para enfrentar coisas sérias. Mas com relação a Defesa Contra as Artes das Trevas Denis ainda devia estar estudando Diabretes da Cornualha naquela época! 

Fora que não tem a menor chance de que ele fosse capaz de fazer algumas das magias que eles estavam aprendendo. Mesmo Harry, que eventualmente tirou um Ótimo em seu N.O.M., só conseguiu conjurar um Patrono em seu terceiro ano. Então, Denis, embora suas intenções fossem puras e verdadeiras, sua presença provavelmente foi um certo estorvo para o resto do grupo. Sinto muito. Talvez eles devessem ter criado uma A.D. Júnior, para os mais novos.


Ernesto Macmillan
Ernesto podia ser um pouco pomposo, mas no geral era um bom amigo do trio de ouro e um dos mais manifestos apoiadores de Harry quando ninguém acreditou na história da volta de Voldemort. Dito isso, o cuidadoso Lufano ainda ficou bastante ansioso por ter que assinar seu nome na lista do grupo. Embora tivesse muito a dizer sobre a importância daquela aventura arriscada, ele parecia falar muito sobre a incompetente professora deles de Defesa Contra as Artes e das provas dos NOMs.

Membros da Armada de Dumbledore formavam um grupo admirável. Mesmo aqueles que se juntaram por razões não tão nobres se mobilizaram coletivamente para criar um símbolo de unidade contra um Ministério corrupto e sua negação da volta de Voldemort. De várias formas, cada aluno do grupo era fundamental para o sucesso da A.D.

Embora alguns tivessem suas dúvidas quando entraram, ou talvez tenham entrado pelos motivos errados, eles continuaram a trabalhar juntos e a se rebelar. Isso é impressionante, especialmente quando você considera que Corvinos e Lufanos, que talvez não sejam tão corajosos como os Grifinórios, ainda continuaram no grupo, mesmo com a certeza de expulsão. E eles ficaram porque acreditavam na importância daquilo. Assim sendo, cada um deles deve ser admirado.

Menos a Marieta. Marieta, como você pôde?

Tradução: Isabel Dain

13.10.17

Todas as vezes em que os livros de Harry Potter se tornaram um Filme B

13.10.17

Hoje é sexta-feira 13 que, segundo a superstição, é considerado um dia de mau agouro, uma data de azar. Atualmente, a cultura popular se apodera da crendice, associando essa data a monstrengos e assassinos em série. E é claro, o mundo bruxo não poderia ficar pra trás. Então, o Pottermore transformou cenas atemorizantes de Harry Potter em pôsteres retrós de Filmes B. Afinal, trasgos, acromântulas, e uma mulher em um cardigã rosa peludo, também pode ser algo bastante assustador. Confira: 

____________________________________________________________________________________________________

Não havia apenas diversão, brincadeiras e Quadribol no mundo bruxo. Às vezes as coisas viravam um verdadeiro show de horrores.

Nós transformamos essas cenas assustadoras de Harry Potter em pôsteres retrós de filmes B para vocês se divertirem. Afinal de contas, como nos filmes B, essas situações eram muito fantásticas e muitas vezes bastante assustadoras. Bem... Pelo menos a maioria desses problemas acabou bem no fim das contas.

Trasgo! Na masmorra!


Nenhuma criança de 11 anos deveria ser apresentada a um trasgo gigante se arrastando e destruindo tudo a sua volta, mas, infelizmente para Harry e Rony, eles precisaram resgatar Hermione de um desses em seu primeiro ano. Filmes B sempre estrelam um tipo de personagem gigantesco e um corpulento trasgo se encaixaria bem com os Godzillas e King Kongs que existem pelo mundo. Resgatar uma “donzela em perigo” é um momento importante típico de filmes B e nessa raríssima ocasião Hermione teve esse papel.

Escapando dos Sereianos


Ser involuntariamente escolhido para participar do perigoso Torneio Tribruxo já era assustador o suficiente, mas, para Harry, as coisas estavam prestes a se tornar muito piores quando as provas começassem. Nós poderíamos ter escolhido sua brincadeira com um dragão – mas a segunda prova, na qual Harry teve que resgatar Rony de alguns sereianos, foi mais misteriosa, já que aconteceu no lago da escola. Um grupo de bruxos e bruxas sequestrados, perigosas criaturas aquáticas e Harry com guelras? Definitivamente não foi um dia normal.

O ataque da Acromântula gigante


Nada diz “filme B” como aranhas gigantes comedoras de gente. Apenas pense na cara do Rony na primeira vez em que ele viu a Acromântula da Floresta Proibida. Estava, compreensivelmente, “branca de terror”. Peludos, monstruosos e tão grandes quanto cavalos, os muitos filhotes aranhas de Aragog, tinham oito olhos cada, além de oito pernas, tenazes gigantes e fome de carne humana. Fofo.
Possivelmente o mais terrível de todos os bichinhos de estimação de Hagrid, (que incluem um dragão de verdade, não vamos esquecer) o idoso e cego Aragog vivia na Florest desde que a primeira abertura da Câmara Secreta o forçou a fugir de Hogwarts. Quando Harry e Rony o fizeram uma visita, muitos anos depois, Aragog estava cercado por sua esposa e seus filhos e tinha muitas bocas para alimentar. Uma adorável, feliz, peluda e assustadora família de aranha.
Harry e Rony só se salvaram de virar almoço pelo inesperado retorno do Ford Anglia do Sr. Weasley. O caro os levou para fora da Floresta, mas a lembrança de ter estado cercado por centenas de enormes aranhas famintas é difícil de esquecer.

O pequeno irmão de 5 metros


Apenas Hagrid poderia ter apresentado seus amigos a sua adorável família e fazê-los sentir como se tivessem acabado de entrar em uma cena de Godzilla.
Em Harry Potter e a Ordem da Fênix, Hagrid apresentou Harry e Hermione a um membro de sua família – seu meio-irmão mais novo. Adorável, né? Não. Grawp, um gigante de quase 5 metros de altura não era fofinho – embora suas intenções fossem boas.
Enquanto Hagrid os guia pela floresta para conhecer Grawp, Harry se dá conta de uma nítida falta de outras criaturas. Quando eles vêem Grawp as razões para isso se tornam claras. Em uma escura e silenciosa clareira ele dorme, preso por cordas e cercado de árvores arrancadas. Quando Hagrid o acordou para fazer as apresentações Grawp arrancou outra árvore pela raiz, virou um ninho de passarinhos de cabeça para baixo, tentou agarrar Hermione com sua mãozona gigante e deixou Hagrid com o nariz sangrando, para somar a todos os seus outros cortes e contusões.

Umbridge VS. Hogwarts



Hogwarts nos apresentou a aranhas gigantes, dragões enormes, cachorros de três cabeças e trasgos corpulentos – mas houve algum vilão mais assustador que a fanática mulher em um cardigã rosa peludo? Não. Dolores Umbridge podia não ter uma aparência muito assustadora, mas sua crueldade era tão poderosa quanto qualquer grande filme B de terror. E nós não podemos pensar em nada mais apavorante que ter que ler o mesmo livro pedante todas. as. aulas. de. DCAT.

Tradução: Isabel Dain

Recentes

recentposts

Leia também!

randomposts