10.1.15

J.K. Rowling e seu envolvimento com a sociedade


J.K. Rowling é responsável pelo sucesso da série Harry Potter e também dos livros Morte Súbita, O Chamado do Cuco e d'O Bicho-da-Seda, porém ela é um ótimo exemplo de pessoa que, após a fama, dedicou-se em prol da sociedade e não se cala sobre os assuntos polêmicos da atualidade.

(Clique em Mais Informações para continuar lendo)

No último mês de dezembro, um fã questionou, através do Twitter, se havia algum judeu em Hogwarts, então J.K. respondeu: "Anthony Goldstein. Corvinal. Bruxo judeu". Logo em seguida, ela postou: "para todos que estão perguntando se suas religiões/crenças/descrenças é representada em Hogwarts: as únicas pessoas que eu nunca imaginei lá são wiccas".

Ainda no mesmo dia, uma fã perguntou para a escritora se havia um grupo LGBT em Hogwarts. J.K., de maneira direta e bem humorada, respondeu "mas é claro" e, em seguida, postou uma imagem que dizia "se Harry Potter nos ensinou algo é que ninguém deveria viver em um armário".

Não parando por aí, no último dia 7, após a morte dos cartunistas do jornal Charlie Habdo, J.K. postou em seu Twitter os dizeres "ás vezes uma imagem diz mais do que qualquer escritor poderia" acompanhados de uma charge, que estampa uma mão mostrando o dedo médio saindo da capa do jornal CH, além de manchas de tinta vermelha, representando o sangue derramado pelos atentados.

Não podemos falar na relação J.K. x sociedade sem relembrar que a autora perdeu seu status de bilionária após várias doações para a caridade, além de ter criado uma clínica médica para o tratamento da esclerose múltipla e a instituição Lumos, que auxilia crianças e jovens de todo o mundo.

Esses são apenas alguns exemplos de como a autora se preocupa em tomar um atitude em relação a sociedade, seus problemas e questionamentos.

-----------------------------
As opiniões expressas nesse texto são de Flavia Kurotori

Recentes

recentposts

Leia também!

randomposts