28.2.15

Mais informações sobre o conteúdo da bibliografia de J.K. Rowling


Como noticiamos ontem, o livro J.K. Rowling: A Bibliography 1997-2013 foi lançado no Reino Unido, caso queira saber mais detalhes sobre o livro e ler uma entrevista com o autor, clique aqui. Hoje, o site The Guardian liberou alguns trechos do que poderemos ver no livro. Veja a seguir algumas curiosidades incríveis.

O artigo que você pode encontrar no original aqui, começa citando trechos de uma troca de correspondências entre a J.K. e Emma Matthewson, a editora que a estava ajudando durante a escrita de Prisioneiro de Azkaban: "Finalmente! Eu li esse livro tantas vezes que eu estou enjoada dele, eu nunca li nenhum dos outros repetidas vezes quando estava editando, mas eu realmente precisava dessa vez. Se você acha que precisa de mais trabalho, eu estou disposta e disponível, mas eu acho que esse rascunho representa uma melhora do primeiro; os dementadores possuem uma presença muito maior dessa vez, eu acho."

Matthewson respondeu pra escritora (em uma correspondência datada de 1998) dizendo: "Fantástico, Jo - um incrível, cambaleante e vacilante enredo que nunca realmente cai! Que façanha!" mas aparentemente a revisão continuou após essa carta: "Uma pequena bolha de aviso irritante acabou de surgir na minha tela dizendo 'parece que você está escrevendo uma carta. Gostaria de alguma ajuda?' Esse laptop é inteligente demais para seu próprio bem... Eu estou tão enjoada de reler esse livro que vai ser difícil sorrir quando chegar a hora de fazer leituras públicas dele. Mas talvez o sentimento terá passado até o próximo verão..."

Já com A Câmara Secreta em 1997, a escritora teve mais facilidade. Matthewson dizia à Rowling que o livro era "absolutamente brilhante" e "geralmente, como discutimos, o manuscrito é muito longo", ao passo que a J.K. respondeu: "Eu fiz mais nele do que você sugeriu, mas eu estou muito feliz com ele agora, o que não era o caso antes. O trabalho duro, as significativas reedições que eu queria fazer, estão prontas, então se precisa de mais cortes depois disso eu estou pronta para fazê-los rapidamente..."

O autor do livro revelou também que houve títulos alternativos para Harry Potter e o Cálice de Fogo, como Harry Potter and the Death Eaters (Harry Potter e os Comensais da Morte), Harry Potter and the Fire Goblet (Harry Potte e o Cálice de Fogo, com as palavras arrumadas de forma diferente no Inglês) e Harry Potter and the Three Champions (Harry Potter e os Três Campeões). Logo em seguida no livro há uma entrevista com o chefe executivo da Bloomsbury, Nigel Newton, contando como recebeu o manuscrito de Harry Potter e a Ordem da Fênix: Christopher Little (ex agente da J.K.) convidou Newton para o The Pelican pub em Fulham para beber e Newton disse que sabia que o encontro poderia ser significante, já que era o local onde Little tinha entregue o livro anterior para a Bloombury.

"Eu dirigi até o The Pelican, um pub em Fulham Road que não é longe da Stamford Bridge, em estado de alerta máximo. E eu entrei e havia uma grande sacola plástica da Sainbury nos pés dele... Ele não disse nada sobre ela e eu também não, e ele só perguntou: 'quer beber algo?' e eu disse: 'cerveja, por favor'. Então ficamos no bar e bebemos nossas cervejas e não falamos nada sobre Harry Potter. Mas quando saímos, eu sai com a sacola.

Então eu coloquei essa sacola na parte de trás do meu carro e dirigi até em casa. Já nesse estágio a série era tão enorme que eu estava quase assustado em ter a posse física do livro... Eu o empurrei para debaixo da cama. Eu tinha outro texto datilografado ali... então eu coloquei as quatro páginas de cima de East of the Mountains de David Guterson em cima e então eu fiquei acordado a noite toda lendo o livro, o que minha esposa achou um pouco estranho... Não havia chance de mostrar alguma parte para ela. Até mesmo naquela época eu estava colocando pedaços dele no cofre"

Errington, o auto da bibliografia, disse também o motivo de ter feito esse livro: "Há muita informação incorreta lá fora e essa é a chance de deixar fatos registrados corretamente com uma pesquisa detalhada. Eu tenho muita sorte que a Bloomsbury me deixou entrar em seus arquivos, e que eu fui capaz de entrevistar pessoas chaves. Isso pode funcionar como um mapa para o futuro... você pode ver como a série Harry Potter decolou".


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Recentes

recentposts

Leia também!

randomposts