15.11.15

Jenn Murray (Chastity) comenta sobre Animais Fantásticos e o elenco do filme em entrevista


Jenn Murray, que irá interpretar Chastity em Animais Fantásticos e Onde Habitam, recentemente participou do podcast "An Irish Abroad" com Jarlath Regan, e além de contar sobre sua história como atriz, a escola de atuação e etc., ela acabou falando sobre como foi escalada para Animais Fantásticos e mais alguns detalhes de como é trabalhar com atores tão grandes quanto os que ela divide o elenco.

Ficamos sabendo pelo início da podcast que ela ainda está gravando o filme. Sua personagem deve ser importante, já que foi uma das atrizes confirmadas e com nome de personagem liberada no comunicado de imprensa da Warner anunciando o início das filmagens. Regan fez a entrevista com ela enquanto a atriz ainda estava ocupada gravando o filme. A atriz participou do programa como promoção para seu novo filme, Brooklyn.


Regan: Quando as filmagens começaram e quando elas devem terminar?

Jenn: Eu fui escalada em julho, comecei em agosto e a filmagem terminam em janeiro.

E é secreto? Bem bem secreto? Nível Star Wars?

Sim, porque com Harry Potter eles tinham os livros para se basear, então as pessoas sabiam o que iria acontecer, e era sobre se manter fiel aos livros, se os personagens eram como as pessoas haviam os imaginado quando eles leram o livro, mas isso é um roteiro original. Ninguém sabe sobre o que é. Então eu não quero estragar isso.

Quando algo está mergulhado em segredos como esse filme, há vários tipos de rumores ao redor. Como quando você vai ler o roteiro eles pegam seu celular, te colocam em uma sala e depois você precisa devolver o script. É isso o que acontece?

Não nessa extensão. Nós lemos o roteiro com todos os atores nos estúdios Leavesden e havia cópias dele em uma mesa e essa foi a primeira vez que eu o segurei em minhas mãos. Depois você devolve quando vai embora.

Então nenhum telefone foi confiscado?

Não, nenhum celular foi confiscado. Cada ator nesse trabalho é muito inteligente e estão tão felizes e são tão sortudos por fazer parte dessa história, então...

Quando você diz 'o elenco', você está falando sobre Eddie Redmayne, Samantha Morton, Colin Farrell, Jon Voight, pesos pesados. E eu imagino que houve um certo nível de intimidação no início disso?

Sim, o primeiro dia foi realmente assustador. Nós entramos em um grande set e Eddie Redmayne estava lá, e eu acompanhei o trabalho dele por anos e lembro dele em Tess of the D'Urbervilles e sabe quando você apenas olha para o rosto de alguém e quer ouvir a história dela? Ele tinha isso, o que quer que isso seja. E Samantha Morton... Eu a admiro há tantos anos por causa das suas escolhas. Sabe, ela era uma atriz de verdade. Ela tomou riscos e foi muito corajosa e ainda assim você não sabia nada sobre ela. O que eu mais admiro.

Então eu estava lá com essas pessoas e apenas pensando 'Deus, não seja demitida' [risos]. Era isso que eu estava pensando, mas foi mágico, Vale a pena, quando você passa por esses muitos momentos em que você pensa 'isso é incrível'.

Uma das coisas que as pessoas falam quando trabalham com outras desse nível, é que alguns detalhes as surpreendem durante as filmagens. Eu lembro de alguém recentemente dizendo que se impressionou com o quão seriamente Michael Keaton encara isso. Todo mundo sabe que ele vai levar a sério, mas ele estava tão focado que havia pouco espaço na sua cabeça para qualquer outra coisa. O que te surpreendeu sobre os Jon Voights e Samantha Mortons desse mundo quando você estava os observando e vendo como eles trabalham?

Os melhores atores com os quais já trabalhei são muito inteligentes e companheiros. Eles observam pelo set. Não chamam muita atenção para si mesmos. E eles são generosos, como você disse sobre Michael Keaton, eles realmente se importam, porque atuar é muito difícil e instável. Você só atua se você ama fazer isso mais do que qualquer outra coisa. Então você precisa ser disciplinado, proativo, trabalhar duro, ser inteligente e saudável mentalmente para durar. Dessa forma, o que mais me surpreendeu sobre essas pessoas foi o quão gentis elas são, o quanto se importam e também que eles têm outros interesses além de atuar, o que é sempre uma lição e um aprendizado. Não é apenas fazer audições, atuar, audições, atuar e um tapinhas nas costas. Isso não é suficiente.

_________________________

A atriz então conversou sobre como começou a atuar e como mudou sua forma de encarar papéis no geral, sem mais comentários sobre Animais Fantásticos. Você pode ouvir o resto (em inglês), se estiver interessado, clicando aqui, ou no player abaixo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Recentes

recentposts

Leia também!

randomposts