quinta-feira, 11 de agosto de 2016

O capítulo que fez com que nos apaixonássemos por... Gina Weasley



Gina Weasley é uma personagem fortíssima, por mais que não tenha sido assim desde o início ou não seja o que os filmes mostram. E para mostrar toda essa força que emana dessa personagem, o Pottermore nos trouxe um destrichamento do capítulo em que a personagem mais se mostrou e independente. Confira a tradução.
_________________________________________________________

Como a caçula e única filha dos Weasleys, demorou um bom tempo para Gina poder se destacar. Mas quando ela cresceu, ela se tornou feroz.


Cuidado com os spoilers.


Gina apresenta um espírito fortíssimo através dos livros de Harry Potter, tão forte, aliás, que o próprio Harry só percebeu depois de um tempinho. Mas Gina, uma jogadora de Quadribol bem-sucedida e uma grifinória nata, sempre foi muito mais que a namorada de Harry. E o capítulo macabro em que Harry termina com ela, é o capítulo em que mais a amamos.


O Túmulo Branco


Dumbledore está morto. Enquanto Harry, e as pessoas próximas a ele compareciam ao seu funeral, luto não era a única coisa em que Harry pensava. Ele sabe que tem que deixar uma pessoa por quem passou a se importar profundamente; Gina. Depois de passar grande parte de Enigma do Príncipe percebendo que ele, na verdade, gostava da irmã mais nova de Rony, (depois de Gina passar a maior parte de seus anos anteriores gostando de Harry e ficando encabulada sempre que estavam no mesmo cômodo) o casal finalmente fica junto, e Harry finalmente tem um momento feliz depois de muitos dias de escuridão. Depois da morte de Dumbledore, entretanto, tudo muda abruptamente mais uma vez.
                                                                    

Harry percebe que deve ir atrás de Voldemort sozinho – e que está em maior perigo que em qualquer momento anterior, já que planeja caçar e destruir as Horcruxes do Lorde das Trevas. O mínimo que ele pode fazer, ao que parece, é terminar o relacionamento com Gina, para protegê-la. Ou, como Gina define, “por algum motivo nobre e idiota”.


“Sustentou o olhar de Harry com aquela mesma expressão decidida e intensa que ele vira quando a garota o abraçara depois de conquistar a Copa de Quadribol em sua ausência, e ele soube que naquele momento os dois se compreendiam perfeitamente, e quando lhe contasse o que ia fazer agora, ela não diria “Cuidado” nem “Não faça isso”, mas aceitaria sua decisão porque não esperava dele outra atitude. Então, ele se revestiu de coragem para dizer o que sabia que teria de dizer, desde que Dumbledore morrera.”Harry Potter e o Enigma do Príncipe


Por que isso Importa


A forma como Gina reage ao término com Harry mostra quão emocionalmente madura ela se tornou através dos anos. Gina cresceu e agora percebe que não gosta simplesmente de um menino qualquer, mas d’O Menino Que Sobreviveu.


Harry tem visto Gina como “a irmã mais nova de Rony” por muito tempo, mas ela é muito mais que uma “namorada” ou “irmã”. Claro, quando ela conhece Harry, ela é uma menina encabulada e envergonhada, mas vamos ter em mente que ela tinha apenas 11 anos. Depois de ser possuída pelo diário de Lorde Voldemort e quase morrer em Câmara Secreta, Gina não fica instável ou traumatizada, mas mais forte. Em alguns anos, Gina se torna uma lutadora mais forte, capaz de conjurar feitiços na Armada de Dumbledore extremamente avançados para sua idade. Ela também é incrivelmente boa no Quadribol, muito engraçada (sendo o apelido Fleur Delacour, FleumaNT, um ponto alto) e parece ser a combinação perfeita de todos os Weasleys, incluindo a irreverência de Fred e Jorge, a positividade de Rony e a ferocidade da Sra. Weasley.


Mas, o mais importante, ela também é cínica, e saúda o emocional destruído de Harry (ela também está no funeral do diretor, não esqueçamos) com uma inteligência ambivalente.


“– Gina, escute... – começou em voz muito baixa, em meio ao burburinho de conversas que crescia à sua volta e às pessoas que começavam a se levantar. – Não posso mais namorar você. Temos de parar de nos ver. Não podemos ficar juntos.Ela disse, com um sorriso estranhamente enviesado:– É por algum motivo nobre e idiota, não é?– Essas últimas semanas com você têm parecido... parecido fazer parte da vida de outra pessoa – explicou Harry. – Mas não posso... não podemos... Tem coisas que preciso fazer sozinho agora.Ela não chorou, olhou-o apenas.”Harry Potter e o Enigma do Príncipe


Não, ela não chorou, não  protestou, somente olhou para Harry e calmamente processou em como Hermione disse pra ela tentar seguir em frente sobre gostar de Harry, e como ela aprendeu a não se deixar apanhar pelo coração dos garotos e ser ela mesma.


“– Eu nunca desisti de você. Não de verdade. Sempre tive esperança... Hermione me disse para tocar a minha vida, talvez sair com outra pessoa, me descontrair um pouco perto de você, porque eu nunca conseguia falar quando você estava na sala, lembra? E ela achou que talvez você prestasse um pouco mais de atenção em mim se eu fosse mais... eu mesma.– Menina esperta, essa Hermione – comentou Harry tentando sorrir. – Eu só queria ter convidado você para sair antes. Poderíamos ter tido séculos... meses... anos talvez…– Mas você esteve muito ocupado salvando o mundo bruxo – replicou Gina, quase sorrindo. – Bem... não posso dizer que esteja surpresa. Eu sabia que isto aconteceria um dia. Eu sabia que você não seria feliz se não estivesse caçando o Voldemort. Vai ver é por isso que eu gosto tanto de você.”Harry Potter e o Enigma do Príncipe


Ela está certa. Talvez Hermine tenha conversado com ela em algum momento durante Ordem da Fênix, visto que Gina está muito mais confiante durante o quinto ano de Harry. Ela ganha uma reputação por suas notórias Azarações para Rebater Bicho-Bapão, entra na Armada de Dumbledore com vigor (inclusive é quem dá a ideia do nome), acompanha Harry até o Departamento de Mistérios para lutar contra os Comensais  da Morte, apesar das contestações severas de Harry. Em Enigma do Príncipe, seu relacionamento com Dino Thomas inesperadamente causa um ciúme monstruoso dentro de Harry, e até algo tão simples como Gina não se juntando a ele no vagão do Expresso de Hogwarts o causa incômodo – Harry começou a se sentir atraído por Gina de uma maneira que ele nunca tinha imaginado, logo no momento que Gina tocou sua vida.


Isso só é justo se considerarmos que Gina passou grande parte dos livros sendo privada de vária coisas. Com que frequência nós a vemos sendo tirada da sala porque a Sra. Weasley insiste que ela é muito nova para isso, aquilo, ou aquilo outro? Na Batalha de Hogwarts, Gina é forçada a permanecer segura, mas foge para lutar de qualquer forma. Gina parece achar a juventude frustrante, como se ela estivesse presa em uma bolha, mas sempre muito próxima da ação. Permita-no saudar Gina por aprender a se descobrir, e por achar graça nisso, apesar o mundo tentando protegê-la, seja pela Sra. Weasley ou Harry Potter.


Não que o término deles tenha durado muito tempo, né?


NT - Fleuma, qualidade daquele que não mostra emoção ou pertubação. Phlegm, no original em inglês, que pode significar fleuma ou catarro.

Tradução: Henrique Scheffer

Um comentário:

Recentes

recentposts

Leia também!

randomposts