Pages

Casal anuncia adoção inspirado na carta de Hogwarts

Imagem: Patrique Carvalho/Arquivo pessoal
Na última segunda-feira (8), Patrique Carvalho e Maycon Oliveira de Mesquita, cidade da região metropolitana do Rio de Janeiro, finalizaram o processo de adoção de um menino de 9 anos, o Alexandre. O casal, compartilhando de um amor em comum com a saga Harry Potter, decidiu comunicar ao menino que a adoção havia dado certo de uma forma pra lá de mágica. Eles se inspiraram na carta de Hogwarts, onde os alunos são comunicados que foram aceitos na escola de Magia. 

“Temos o prazer de informar que você tem uma vaga garantida em uma casa cheia de muito amor e carinho, livros, brinquedos, videogames, aventuras gastronômicas, e com dois pais super ansiosos que te amam muito! Tudo que você precisa é arrumar sua mala com seus itens necessários. A sua jornada cheia de magia começa no dia 9 de fevereiro de 2021!”

Imagem: Patrique Carvalho/Arquivo pessoal

Nas redes sociais, um vídeo mostra o momento que Alê recebe a carta:

 

Há uma semana na nova casa, Alexandre já assistiu ao primeiro filme, Harry Potter e a Pedra Filosofal, e fez o teste para saber a qual casa de Hogwarts ele pertencia: Lufa-Lufa. Diferente dos pais, uma vez que Patrique é da Grifinória e Maycon da Sonserina.

Patrique, que é filho do mesmo pai de Alexandre, decidiu cuidar do irmão ainda bebê, pois o pai tinha câncer e a mãe tinha problemas psicológicos que afetavam a criação dele. Após a morte do pai biológico pela doença em 2015, ele cuidou de Alexandre até 2016, mas a mãe e alguns parentes o proibiram de ter contato. Após a família materna perder a guarda na justiça, ele foi para um abrigo em outubro de 2020. No orfanato, os funcionários, quando conheceram a história entre Alexandre e Patrique, perguntaram se ele tinha interesse em adotá-lo.

Imagem: Patrique Carvalho/Arquivo pessoal

Conversando com seu companheiro, Maycon Oliveira, Patrique decidiu então adotar o menino
“As ‘tias’ do abrigo ficaram sabendo que nós já tínhamos essa relação, e me ligaram perguntando se eu tinha interesse em adotá-lo, enfrentar todo esse processo, e nós aceitamos. Como já tinha acontecido a destituição do poder familiar, que costuma ser o processo mais longo da adoção, foi tudo mais rápido”
Fonte da matéria: bhaz.com.br 

Nenhum comentário:

Postar um comentário