terça-feira, 25 de novembro de 2014

David Heyman fala novamente sobre "Animais Fantásticos"!


O produtor da série Harry Potter e de Animais Fantásticos e Onde Habitam, David Heyman, concedeu mais uma entrevista, desta vez a Digital Spy, na qual ele comenta mais um pouco sobre o filme, falando sobre a procura de atores para o Newt, trabalhar com a J.K Rowling e quem teve a ideia de dividir “Harry Potter e as Relíquias da Morte” em dois filmes. 

Você pode assistir a entrevista em inglês clicando aqui, ou clique em "mais informações" e leia traduzido.

Entrevistadora: Eu sei que você disse antes que ajudou sua carreira ter morado na América e aqui no Reino Unido. Então, qual é a sensação de voltar para o mundo do Potter que irá se passar em Nova York para Animais Fantásticos?

David Heyman: Qualquer coisa que a Jo [Rowling] cria é emocionante de participar. Ela tem uma imaginação incrível. É um privilégio ter trabalho com ela nos oito filmes da série Harry Potter e estar trabalhando com ela novamente nesse projeto. Ela escreveu um roteiro espetacular. Eu estou muito, muito animado.

Entrevistadora: Você está pensando em procurar o ator para o Newt em breve?

David Heyman: Eu acho que vamos provavelmente começar em algum momento do próximo ano.

Entrevistadora: Como você se sente tendo começado essa nova moda – Eu acho que foi você – com a série Harry Potter de dividir o filme final em dois? Agora é como uma regra.

David Heyman: Essa não foi uma decisão calculada. Foi criada puramente de uma necessidade criativa. Eu acho que se tivéssemos feito apenas um filme, ele teria tido quatro horas de duração. Apesar das pessoas terem muita atenção.... apesar delas amares muito Harry Potter – Eu acho que eles teriam tido dificuldades, e nós teríamos que cortar muito para o filme dar certo.

Então, eu sei que as pessoas vão achar isso difícil de acreditar mas eu prometo que essa ideia nasceu de uma necessidade criativa. Na verdade, não fui eu quem tive a ideia. Foi outra pessoa: Lionel Wigram, que está na produção de Animais Fantásticos comigo. E minha reação inicial foi dizer “não”. Ele disse: “Não, David. Como faremos isso?” e eu reli os livros, e discuti essa ideia com Steve Kloves, o roteirista. Ficou claro que essa era a única forma de contar a história que queríamos da forma que queríamos. Eu não sei se nos outros filmes essa ideia vem de uma necessidade criativa. Talvez. Mas essa foi a fonte da nossa ideia.

Recentes

recentposts

Leia também!

randomposts