10.5.15

As mães que mudaram a vida de Harry

Durante toda a saga, J.K. Rowling escreveu mães de vários perfis. Algumas delas tiveram grande impacto na vida de Harry, ajudando e protegendo.

A primeira delas foi sua mãe biológica, Lílian Potter, que morreu protegendo-o do ataque de Lorde Voldemort. Além de ter salvado a vida do menino, foi criado um escudo que veio a protegê-lo contra Voldemort em outras situações. Como explicado em As Relíquias da Morte, tal escudo originou-se do amor, considerado uma magia antiga. 


Molly Weasley, foi uma  grande mãe para seus 7 filhos e Harry. Em A  Pedra Filosofal, ela já demonstra seu instinto maternal ao auxiliar Harry a passar para a Plataforma 9 3/4 (ou 9  1/2 nos livros, aliás, por quê ouve essa mudança?) e em A Câmara Secreta ela definitivamente adotou o menino. Tratando-o com o mesmo carinho, amor e proteção com que tratava seus filhos de sangue, ela possibilitou que Harry aprendesse o que era ter uma família de verdade.


[PARTICIPE CONOSCO DO OPD!]

Minerva McGonagall também foi uma mãe para Harry Potter. Enquanto ela e Dumbledore aguardam a chegada do menino com Hagrid à rua dos Alfeneiros, ela preocupa-se com a segurança do menino. Anos mais tarde, ao descobrir o talento do menino para voar em uma vassoura, ela abre uma exceção para que Harry possa entrar no time da Grifinória mesmo ainda sendo do primeiro ano e, alguns dias mais tarde, presenteia-o com uma Nimbus 2000. Durante os sete anos que ele passa em Hogwarts, a Professora mostra-se sempre preocupada e compreensiva,  porém não deixa de ser rigorosa, como uma boa mãe seria.

Petúnia Dursley, apesar de sua frieza e até mesmo crueldade, aceitou que o sobrinho vivesse com sua família até que ele completasse 17 anos, pois assim o escudo que sua irmã havia criado continuaria funcionando. Com esse ato, ela demonstrou seu instinto de proteção.

Por fim,  Narcisa Malfoy, que apesar de sua submissão ao Lorde das Trevas, tem um grande instinto materno. Além de ser sempre preocupada com a segurança e bem-estar de seu filho, Draco, em As Relíquias da Morte ela arrisca-se ao mentir para salvar Harry.

Com isso, J.K. Rowling nos mostrou que há vários tipos de mães, algumas presentes e outras nem tanto, porém o conforto materno pode ser encontrado onde nós menos imaginamos.

--------------------------------------
As opiniões expressas nesse texto são de Flavia Kurotori

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Recentes

recentposts

Leia também!

randomposts