12.1.16

Por trás das câmeras: a aparência das Relíquias da Morte


O Pottermore postou hoje, dia 12, um trecho sobre as Relíquias da Morte que se encontra no livro "Harry Potter - A Magia do Cinema". Traduzimos o texto e você pode saber mais sobre como o design desses objetos foi criado abaixo!

Por trás das câmeras: a aparência das Relíquias da Morte


Elas são três dos artefatos mais importantes na história do mundo bruxo - e uma delas está frequentemente invisível - então o departamento de objetos definitivamente teve um trabalho bem difícil tentando dar vida a elas.

A primeira das Relíquias da Morte a aparecer nos filmes foi a Capa da Invisibilidade, dada ao Harry pelo Dumbledore em Pedra Filosofal. Diversas versões da capa foram criadas usando veludo estampado com símbolos planetários e de alquimia. 

Uma dessas versões foi forrada com o material da tela verde. Para cenas onde o Harry devia desaparecer, Daniel Radcliffe virava a capa com a tela verde enquanto a colocava, permitindo que seu corpo fosse misturado com o fundo pelos efeitos visuais.

O anel que custou ao Dumbledore sua mão - e basicamente a sua vida em Enigma do Príncipe - continha a Pedra da Ressureição, a segunda das Relíquias a ser revelada para o público. Felizmente para os designers dos objetos do filme, o último livro foi lançado antes do trabalho deles precisar ser finalizado, permitindo a eles integrar um detalhe crucial no design final.

Como a Hattie Storey lembra, "nós descobrimos que ela precisava do símbolo das Relíquias da Morte entalhado nela". Em Relíquias da Morte - Parte 2, a pedra fica sob custódia do Harry, escondida dentro do primeiro Pomo de Ouro que ele capturou, um objeto que abria através de mecanismos reais/práticos.

A última das Relíquias da Morte foi a Varinhas das Varinhas, que no fim descobrimos que estava na posse do Dumbledore. Esse foi outro caso onde os criadores dos artefatos descobriram que algo que eles tinham feito o design anteriormente iria assumir uma importância maior.

Felizmente, a varinha do Dumbledore já era bem diferente. O objeto é feito de carvalho inglês, com um entalhe de osso escrito com runas. "O que a faz bem reconhecível," diz o designer de objetos Pierre Bohanna, "são os afloramentos de nódulos a cada cinco ou seis centímetros. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Recentes

recentposts

Leia também!

randomposts