domingo, 9 de novembro de 2014

NIEMs, NOMs e ENEM

Neste sábado (08) e domingo (09) aconteceu o Exame de Níveis Extraordinários em Mágia, também conhecido como N.I.E.M.s pelos alunos.  O período que antecedeu as provas foi cheio de acontecimentos.


Clique em mais informações para xeretar.


Um feitiço de bloqueio ao acesso às salas de prova se iniciou às 13h para ambos os dias e muita gente ficou de fora. É claro que eu fiquei do lado de dentro, apenas olhando aqueles insolentes da Grifinória batendo no escudo invisível e saindo chorando, sangrando e reclamando. Alguns alunos se esqueceram de pegar suas varinhas e, quase chegaram atrasadas – uma pena – na sala de prova.

Srta Weasley correndo para não perder a prova dos N.O.M.s


Durante a prova, os cadernos estavam divididos em quatro cores: azul, para alunos da Corvinal, vermelho para os puxa-saco do Potter Grifinória, amarelo para os alunos da Lufa-Lufa e verde para os sonserinos. Cada caderno também apresentava uma frase célebre de um bruxo importante pertencente à sua casa, embora eu tenha pedido para o Dumbledore me deixar escrever “Menos dez pontos” no caderno da Grifinória, não obtendo sucesso.


Alguns alunos levaram amuletos e alimentos para comer durante a prova. Os Weasley foram todos vestidos de suéter com um W enorme estampado na frente, talvez queriam que os fiscais de prova se solidarizassem com sua situação econômica e aliviassem a barra para eles, o que, de fato, não aconteceu. A senhorita Lovegood tentou entrar com um óculos refratário e um amuleto que, segundo ela, afasta os Nargulês. A senhorita Granger foi pega com um viratempo em seu pescoço e, antes que eu pudesse expulsá-la da sala de prova, a professora McGonagall o confiscou. Já o senhor Creevey tentou entrar de penetra na sala dos N.I.E.M.s para conseguir uma fotografia do Potter, como se este valesse de alguma coisa.

Eu, impedindo que Potter e Weasley trocassem informações.
Como o feitiço protetor tem efeito apenas para bruxos, os elfos domésticos conseguem burlar nossa segurança. O elfo Dobby foi pego tentando ajudar o Potter três vezes e, depois que eu o ameacei de tirar todas as suas meias por um ano e suspender seu salário, ele desistiu.


O conteúdo foi dividido entre os dois dias de prova, sendo que no sábado (08) aplicou-se questionários para Poções, Herbologia e suas Tecnologias; Defesa Contra as Artes das Trevas e Suas Tecnologias; e História da Magia e suas Tecnologias. A funcionária do Ministério Dolores Umbridge se ofereceu para ser fiscal de prova no sábado, juntamente com os professores de cada disciplina.

A Srta Umbridge, durante o primeiro dia de prova dos N.I.E.M.s


Umbridge se recusou a aplicar prova no domingo, não deixando claro o porquê, mas presumiu-se que o motivo era a prova de Estudo dos Trouxas, que a deixa aflita. Neste dia, as questões foram referentes a Feitiços, Transfiguração e suas Tecnologias; e Estudo dos Trouxas e suas Tecnologias. Os alunos que fizeram os N.I.E.M.s também tiveram prova de aparatação (o que foi um fiasco quase que generalizado).



Durante a prova de aparatação, os alunos tiveram cerca de uma hora para desaparecer de um ponto marcado por um círculo e aparecer em um ponto marcado por um quadrado. Neville Longbottom fez questão de utilizar seu sapo como amuleto e, ao aparatar, deixou as pernas do sapo dentro do círculo. No caso de Seamus Finnigan, sua orelha direita aparatou no quadrado, enquanto o resto de seu corpo permaneceu dentro do círculo. O suéter do Weasley deu sorte nessa etapa, pois ele conseguiu aparatar completamente dentro do círculo, mas depois vomitou no sapato engraxado de um dos ficais de prova.
Alunos concentrados fazendo a prova dos N.O.M.s

Muitos alunos questionaram o fato de não terem tido Adivinhação e suas Tecnologias durante a prova, mas essa habilidade foi cobrada implicitamente nos dois dias. A professora Sibila, juntamente com o centauro Firenze, foram ficais nos dias 08 e 09, respectivamente (mais um motivo para a Srta Umbridge não aceitar participar da prova no domingo) e, durante a formulação da mesma, desenvolveram um sistema de correção que analisa as respostas com base na Teoria de Adivinhação do Item, o que permite saber se os alunos sabiam a resposta, “chutaram” a resposta, ou ainda adivinharam a resposta.

Ainda hoje, por volta das 23h, os alunos apontarão seus microscópios para o céu na Torre de Astronomia, para realizarem a prova de Astronomia e suas Tecnologias. Dessa vez não houve grandes tumultos durante a prova, como aquela dos N.O.M.s em que um dragão queimou as provas e perseguiu a Srta Umbridge pelo castelo.


Finalmente posso me reclinar em minha poltrona e tomar meu café quente e sem açúcar, com um pequeno cubo de chocolate meio amargo derretendo na boca. Passar bem.


Recentes

recentposts

Leia também!

randomposts