domingo, 25 de janeiro de 2015

Warner Bros. Studio Tour - The Making Of Harry Potter: uma experiência inesquecível



Desde 2012, dois anos após o término das filmagens de Harry Potter e as Relíquias da Morte, o estúdio Warner Bros. abre suas portas para que fãs de todo o mundo possam visitar o local onde toda a série foi filmada, além de contar com cenários e objetos que contribuíram para a construção da magia dos filmes. Em Dezembro de 2013, eu tive o prazer de participar desse tour e irei contar um pouco dessa experiência.

Para começar, você deve reservar, no site oficial do tour, uma data e um horário para a visita. No meu caso, reservei cerca de um mês antes da viagem e as datas e os horários já estavam bem limitados. O pagamento teve que ser feito no ato da reserva e foi necessário imprimir um comprovante, que posteriormente foi essencial para retirar os ingressos.

O estúdio está localizado em Leavesden, que fica há cerca de uma hora do centro de Londres, onde nós estávamos hospedados. Portanto, foi necessário pegar o metro duas horas antes do horário reservado. É uma viagem tranquila, porém demorada. Ao chegar na estação Watford Junction, é necessário pegar um ônibus do próprio estúdio, que passa a cada 20 minutos na própria estação.

A magia já começa no ônibus, que possui caracterização dos filmes e dois andares. São 10 minutos de viagem por um bairro residencial bem londrino. Quando chegamos no estúdio, a primeira coisa que fizemos foi pegar nossos ingressos em uma máquina de autoatendimento. As primeiras coisas que se vê quando você entra nos estúdios são as mãos do Daniel Radcliffe, Rupert Grint e da Emma Watson estampadas em uma espécie de “calçada da fama”. O salão da entrada é todo decorado com fotos do elenco e objetos mágicos, como o carro dos Weasleys e um vira-tempo.
            
Antes do início do tour, o público é convidado para assistir um vídeo, em uma sala de cinema, sobre a filmagem e criação do tour, além de haver mensagens do elenco, que te convida para adentrar em um mundo mágico. Então, após um momento de ansiedade dos fãs, a porta do grande Salão Principal é aberta. É incrível como tudo é perfeito: cada detalhe das comidas cenográficas, móveis, lareiras, figurinos, tudo, ainda mais que quanto visitei estava todo decorado para o natal. Você realmente se sente dentro de um dos filmes.
            
A salão seguinte é, na verdade, uma grande mistura. Você encontrará coisas como as roupas e a grande mesa do Baile de Inverno, a Sala Comunal da Grifinória, a cabana do Hagrid, a sala do Dumbledore, varinhas, figurinos no geral, quadros e um mural com as fotos de todos os animais “atores” utilizados nas gravações. Uma das partes mais legais é a cozinha dos Weasleys, em que alguns objetos (ferro de passar roupa, escovão, agulhas de tricô) se mexem como mágica, controlada por pequenos painéis nos quais os visitantes controlam apenas com o acenar das mãos.
            
Outra parte que faz bastante sucesso é a que ficam os mecanizados, como a moto do Sirius e o Bicuço, no tamanho real, que ficam mexendo sua cabeça e fazendo barulhos para chamar atenção. Ainda no mesmo salão, é possível voar em uma vassoura e treinar feitiços.

A parte seguinte é a área externa, onde há uma lanchonete para comer cachorro-quente e experimentar a Cerveja Amanteigada, que para ser sincera, esperava mais dela, apesar dela atender ao requisito de fazer você se sentir dentro de um dos filmes. Também é possível tirar foto com o Ford Aglia dos Weasleys e o Nightbus, além de ter uma parte da ponte de Hogwarts destruída por Neville em as Relíquias da Morte, a casa dos Dusleys, o túmulo dos Riddle e a casa onde Lílian e Tiago foram mortos.

O próximo passo do tour é bem diferente do anterior. Nele possuem objetos de caracterização, como máscaras, perucas e maquiagens, além da maquete de um Sereiano, rica em detalhes. Também vemos mandrágoras e o uniforme das personagens principais, juntamente com seus bonecos. (como o  dessa imagem http://t.co/0FCrOefZmL postada pela Emma Watson em sua visita ao estúdio).

Uma das melhores partes de todo o tour é o Beco Diagonal, que apesar de não ter nenhuma loja real, é incrível. Faz você se sentir (mais uma vez) dentro de um dos filmes e é um dos lugares mais concorridos para tirar uma foto, principalmente em frente ao Gringots e à loja Gemialidades Weasley. É impressionante a quantidade de detalhes das fachadas e vitrines.

A partir desse ponto o tour ganha novos ares e foca mais na criação e na computação gráfica. Há uma sala dedicada aos rascunhos e a um vídeo, que explica um pouco sobre como todos os cenárias ganharam vida, além de uma espécie de vitrine, com vários protótipos das estruturas externas utilizadas nos filmes, como A Toca, a cabana do Hagrid e até mesmo o Salgueiro Lutador. Logo em seguida, andamos por um corredor, que tem em suas paredes quadros ricos em detalhes, que retratam cenas dos livros na visão de artistas de todo o mundo.

Então, finalmente, chega-se a parte mais impressionante e mais esperada de todo o tour: a maquete gigante de Hogwarts. Como muitos já devem ter visto em imagens, ela é linda e realmente foi usada para as gravações, então podemos imaginar a quantidade de detalhes que ela possui. Como fui no início de Dezembro, ela estava coberta de neve, o que tornou-a ainda mais bonita. É muito difícil descrevê-la!

Por fim, temos a última sala (a menor de todas), que simula o interior da loja do Olivaras e tem um telão, em que passa frases da J.K. Rowling. Ao sair dela, já estamos dentro de uma loja, que vende de tudo o que podemos imaginar: varinhas, camisetas, canecas, bichos-de-pelúcia, livros, doces da Honeyduke e até mesmo alguns objetos idênticos aos utilizados nos filmes, como o Pomo-de-ouro, algumas varinhas e uniformes de Hogwarts.

O tour é encantador para todo fã de Harry Potter. É uma sensação única de participar de tudo aquilo em que um dia você leu, assistiu e imaginou fazer parte. Sem dúvidas foi uma das melhores experiências da minha vida!

------------------------------------
As opiniões expressas nesse texto são de Flavia Kurotori

Um comentário:

  1. Me senti na exposição sem nunca ter ido e com poucas imagens, isso é mágico.

    ResponderExcluir

Recentes

recentposts

Leia também!

randomposts