Pages

Jude Law comenta sobre interpretar Dumbledore em nova entrevista



O ator Jude Law, que irá interpretar Alvo Dumbledore na sequência de Animais Fantásticos, “Os Crimes de Grindelwald”, concedeu uma entrevista à revista Entertainment Weekly, em que ele comenta sobre seu personagem, como foi o processo desde aceitar o papel até hoje e revela mesmo alguns fatos interessantes sobre a trama. Confira abaixo nossa tradução da entrevista na íntegra:

EW: Antes de você aceitar o papel você chegou a fazer alguma pesquisa? De que tipo?
Jude Law: Eu conhecia bem os livros e filmes de Harry Potter, meus filhos cresceram com eles, então eu os acompanhei enquanto adulto. E eu também assisti e gostei bastante do primeiro filme. Então, eu tive a sorte e oportunidade de me sentar com a (autora e roteirista) J.K.Rowling logo depois que começamos a trabalhar nisso. Ela me deu uma ótima noção da vida de Alvo, assim como quem ele era, o que estava se passando em sua mente, seu coração e seu mundo para essa história, em particular.

EW: Você observou as atuações dos outros atores que interpretaram Dumbledore, como Richard Harris e Michael Gambon?
Jude Law: Eu tenho certeza de que eles sempre estiveram comigo, por que eu vejo seus trabalhos e admiro os dois como grandes atores. Em uma conversa com o diretor David Yates, nós dois decidimos que não era necessário fazer uma representação de algum deles como alguém jovem. Este é um homem com quase 100 anos a mais do que ele quando ele se tornou esse personagem, então nós queríamos olhar para ele naquele momento e construir uma nossa própria versão de Dumbledore. Eu acho engraçado quando ele é chamado de “jovem Alvo”, porque eu tenho 45 anos, então já estou meio que na crise de meia idade, mas fico feliz em pensar dessa forma enquanto eu puder!

EW: Eu achei engraçado quando você passou de “jovem Papa” para “jovem Alvo” na cultura pop.
Jude Law: A palavra jovem tem que estar em todo papel que eu interpreto, é contratual.

EW: O que a Rowling disse sobre a atuação ou características do personagem que você achou útil?
Jude Law: Nossa, ela passou tantas referências sobre a essência de Alvo. Uma delas foi o sentido da interpretação: ele tem uma visão vívida e jovem sobre a vida, mas existe algo que pesa em seu coração, em seu passado, que subjaz tudo isso. Existe um fundo de bom humor e bondade, e também de senso próprio e do passado.

EW: Você pode opinar na maneira pela qual ele se veste no filme?
Jude Law: Quanto você contrata alguém como Colleen Atwood, você sabe que está nas mãos de alguém mais que incrível. Não existe ninguém como ela no universo do filme, ela possui uma visão muito clara. A decisão foi aberta e colaborativa, houve ajustes aqui e ali, mas eu estava satisfeito com o visual geral que havia sido decidido no início.

EW: E como o Dumbledore é nessa idade e quão diferente é da forma que o conhecemos?
Jude Law: Como eu havia mencionado antes, existe um senso de humor e perda, um traço de anarquia, um sentido do o que é certo e em o que ele acredita, e um senso de mistério. E tem também a maneira pela qual ele se aproxima das pessoas para manipulá-las em seu jeito de pensar – o que ele faz de maneira indireta. Ele também tem um certo peso que eu não quero revelar muito – e existe também algo que ele faz para superar isso, ou que ele esperar que faça superar. E ele também possui uma grande paixão em passar seu conhecimento, ele é um professor poderoso e inclusivo.

EW: Então, ele dá aula de Transfiguração, certo?
Jude Law: Não, na verdade ele não ensina transfiguração nessa fase.

EW: Oh! Porque nos livros de Harry Potter é dito que ele era um professor de Transfiguração antes de se tornar diretor...
Jude Law: Nessa fase de sua carreira, ele não é. Eu não seu se posso dizer o que ele ensina...

EW: Ah, tudo bem. E qual foi seu feitiço favorito?
Jude Law: Bom, eu só tive a chance de conjurar um. Existe muito que vocês não sabem sobre Alvo nesse filme. E há certas restrições na narrativa – vocês vão ver, tudo faz sentido. Ainda não se mostra ele por completo.  

EW: Interessante! E se eu me lembro bem, Dumbledore ainda não possui a Varinha das Varinhas, certo? Como é sua varinha atual?
Jude Law: Não, ele ainda não tem a Varinha das Varinhas. Eu tenho uma varinha. Ela reflete muito da personalidade dele, é de uma madeira escura e bonita, com uma pedra na ponta.

EW: Ele chama Newt para ir com ele atrás de Grindelwald. Qual é sua relação com seu ex-aluno?
Jude Law: Eu acho que o que ele admira em Newt é o senso de moral que ele tem de sempre fazer o que é certo, porque ele não pode fazer nada além do que é certo. E acho que ele gosta do fato de Newt ver beleza nos animais, porque, penso eu que, às vezes, Dumbledore se sente como um animal. E existe uma relação de mentor e aprendiz. Newt não tem medo de dizer quando Dumbledore está errado, não é algo como servidão.

EW: Houve um certo tumulto este ano quando o diretor David Yates disse a EW que Dumbledore não seria “explicitamente gay” neste filme. Qual a sua opinião sobre o modo que a sexualidade de Dumbledore deveria ser mostrada?
Jude Law: Jo revelou alguns anos atrás que Dumbledore era gay. Essa foi uma questão que eu mesmo perguntei a ela, e Jo disse: ‘sim, ele é gay’. Mas enquanto seres humanos, a sua sexualidade não te define, ele é multifacetado. Eu acho que a questão é: como a sexualidade de Dumbledore é retratada nesse filme? O que você precisa lembrar é que esse é só o segundo filme da série de Animais Fantásticos, e o que é brilhante na escrita de Jo é como ela revela seus personagens aos poucos. Vocês estão só começando a conhecer Dumbledore nesse filme, e, obviamente, existe muito ainda por vir. Nós aprendemos um pouco sobre seu passado no início do filme, e os personagens e seus relacionamentos serão descobertos naturalmente, o que eu estou animado em revelar. Mas nós não vamos revelar tudo de uma vez.

EW: Obviamente, Dumbledore teve um relacionamento com Grindelwald. Como a relação dos dois está a esse ponto? E como é trabalhar com Johnny Depp?
Jude Law: Na verdade, eu não tenho nenhuma cena com Johnny. Como eu disse antes, essa é só a parte dois de uma longa história. Eu sempre o admirei, mas nós não nos conhecemos e eu ainda não o encontrei por aqui. Em muitas formas, a relação dos dois é de quem se viu a muitos anos atrás. Existe uma complexidade aí que é engraçada para mim. Novamente, o passado irá se revelar por si só. 

O que acharam? A partir do que Jude Law comentou, sabemos que ele não é professor de Transfiguração, e de acordo com a última foto divulgadado filme, o palpite é que sua disciplina aquele ano era Defesa Contra as Artes das Trevas. Concordam? Sabemos também que ele não gravou nenhuma cena com Johnny Depp! O ator também comenta que parte do passado de Dumbledore será mostrado no início do longa. O que podemos esperar ver do personagem neste filme?

Deixem seus palpites! E também fiquem ligados n’O Profeta para muitas outras novas atualizações que estão por vir!



Post Author

Ana Paula Pimenta

Cursa jornalismo e quer trabalhar em uma redação. Ama chuva e dias frios, e fica bem feliz quando pode assistir suas séries nos sábados à noite. Sempre achou que fosse da Corvinal, mas o Pottermore a colocou na Lufa-Lufa e, sinceramente, ele está certo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário